19 Oct 2015

Estejamos com o coração voltado para as riquezas do Céu

Precisamos falar mais de virtudes, de humildade, de desprendimento. Não paga nada para falar disso, mantêm nossa alma na simplicidade e nos mantêm mais ligados e colados a Jesus Cristo

“Guardai-vos de toda a avareza, porque a vida de um homem, ainda que ele esteja na abundância, não depende de suas riquezas” (Lucas 12, 14).

A vida humana é cercada pela tentação da avareza, do desejo insano de possuir, de ter sempre mais. A avareza é a cobiça desmedida, é o prazer desordenado de ter e possuir sempre mais as coisas.

Nós nunca estamos conformados com aquilo que temos – ‘Quero sempre ter mais! Quero sempre poder mais!’– e, isso é uma tentação para as pessoas de qualquer classe social; existe o pobre avarento, o rico avarento. É aquela pessoa que tem o desejo desmedido de ter mais dinheiro, de ter mais posses. Todos merecem uma vida digna, mas ninguém merece ter um coração voltado para as riquezas deste mundo.

As riquezas nos prendem, nos mantêm cativos a elas, nos mantêm escravos do dinheiro e assim fazemos a nossa vida girar em torno daquilo que possuímos. É tão ruim quando vamos visitar uma pessoa e esta se preocupa em mostrar-nos aquilo que tem e não aquilo que ela é; mostrar a beleza da sua casa, a quantidade de coisas que possui e assim por diante. Ou, aquela pessoa que não tem e quer ostentar ter, ou ainda, aquela que não só ostenta ter, mas, tudo o que fala é sempre voltado em querer ter mais, fala de dinheiro o tempo inteiro, fala somente de economias, de consumo e assim por diante. É um vírus perigoso, é um mal que contagia!

Precisamos falar mais de virtudes, de humildade, de desprendimento. Não paga nada para falar disso, mantêm nossa alma na simplicidade e nos mantêm mais ligados e colados a Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Existe um mal maior que é ficarmos tão preocupados e cercados em possuir as coisas e isso aniquila a nossa vida, mantém a nossa vida refém daquilo que temos. E aquilo que temos não nos garante uma vida plena, pelo contrário, vai levando a nossa vida sem que percebamos.

Nenhum bem que possuímos nos garante a eternidade. Podemos prolongar um pouco mais a nossa vida aqui, cuidar melhor da nossa saúde ali, mas, a vida do rico e do pobre vai, perece mais cedo ou mais tarde.

Aquele que fez dos bens e das riquezas o seu tesouro, vai sem levar nada. Aquele que fez do céu e do Evangelho o seu tesouro, esse leva tudo.

Guardemos e economizemos os nossos tesouros no coração de Deus!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Dezembro

11%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.