02 jun 2016

Escutemos o que Deus tem a nos dizer

Amar a Deus é a atitude de escutar e silenciar tantas vozes que gritam dentro de nós e deixar que Ele seja o primeiro, o único e soberano

Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força!” (Marcos 12, 29-30).

Se eu pudesse dizer o seu nome, assim como Deus está dizendo o meu nome, falaria ao seu coração: “Ouça, José, Priscila, Paulo, Anderson… Ouça, você meu filho, minha filha!”.

A palavra “ouvir” já traz todo o significado daquilo que vem adiante, porque ouvir é uma atitude interior de nos colocarmos à disposição de acolher aquilo que nos é dado e ordenado. A coisa mais difícil que há em nossa vida é a atitude da escuta, do ouvir o que o outro fala.

O mais difícil para um filho é ouvir o que seu pai tem a dizer. Não basta dizer: “É isso mesmo!”, “Está bom!”, “Entendi!”.

Não é simplesmente captar o áudio, a voz ou o que o outro está falando. Ouvir é, sobretudo, assimilar, trazer para dentro de si, deixar se provocar e reagir ao que foi falado. Não existe nada mais sublime para uma vida espiritual, uma vida mística, de relacionamento com Deus, do que ter a capacidade de escutá-Lo e deixar que Ele fale ao nosso coração.

Deus fala sempre, fala a todo momento! É preciso ter ouvidos, coração e mente para escutar o que Ele tem a nos dizer! Primeiro, Deus nos fala pela Sua Palavra, e a Palavra d’Ele é a mesma ontem, hoje e sempre. Se não tivermos uma pré-disposição para escutarmos a Palavra, nela mergulharmos, debruçarmo-nos, colocarmos o nosso coração, será difícil compreender o que Deus quer dizer.

Escutar o que Deus fala pela Sua Palavra não é ter conhecimento teológico, não é saber termos bíblicos, hebraico, aramaico. É escutar o que Ele fala diretamente ao nosso coração!

Toda Palavra anunciada tem uma ressonância própria em cada coração, e o coração tem de estar livre, sedento e desejoso, ter uma capacidade de escuta para o que Deus vai falar.

Deus fala pelos acontecimentos, pelos fatos e pessoas. Deus nos fala, sobretudo, pelo silêncio interior, pela alma do discípulo que quer aprender, que é desejoso e sedento d’Ele, que se coloca na atitude de escuta. Meditação, reflexão e silêncio interior são elementos que não podem faltar em nossa caminhada!

Quando amamos alguém, nós o escutamos, abrimo-nos para que a sua voz esteja dentro de nós. Amar a Deus não é dizer que vamos à igreja, que lemos a Bíblia, que rezamos isso e aquilo. Amar a Deus é a atitude de escutar e silenciar tantas vozes que gritam dentro de nós, e deixar que Ele seja o primeiro, o único e soberano!

Deus abençoe você!

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do padre Roger


Comentários