20 nov 2013

É hora de sairmos do comodismo

Sim, é hora de sairmos do comodismo, de fazer os dons que Deus nos deu multiplicar, crescer.

“Eu vos digo: a todo aquele que já possui, será dado mais ainda; mas àquele que nada tem, será tirado até mesmo o que tem” (Lc 19,26). 

As palavras do nosso Deus vêm nos chamar à atenção para a diligência, para a responsabilidade que nós precisamos ter com aquilo que Deus nos confiou. A parábola do Evangelho de hoje mostra o senhor que confia cem moedas para cada um dos operários que a ele se apresenta. Cada um deles faz o que pode com suas cem moedas: um as multiplica, fazendo com que rendam dez vezes mais; outro, as faz render cinco vezes mais; um terceiro pega essas moedas e apenas as coloca em um lenço e não faz com que se multipliquem. 

Por isso, o senhor é muito severo quando chega, é muito duro com este homem; e o pouco que ele tem, ele perde. Em compensação, aqueles que multiplicaram as suas cem moedas receberam proporcionalmente àquilo que fizeram, foram recompensados por terem pegado seus dons e os multiplicado. 

Deus nos chama à ousadia – no bom sentido da palavra –, pois não quer que sejamos preguiçosos, relaxados ou negligentes. Às vezes, levamos a nossa vida de qualquer jeito, reclamando do que temos ou daquilo que não temos. E a nossa vida cai em um marasmo, as coisas não andam para frente e nós ficamos paralisados. 

Até as pessoas mais limitadas fisicamente multiplicam os dons que têm. Quando vemos pessoas cegas fazendo coisas extraordinárias, pessoas com uma perna só (ou nenhuma) em cima de uma cadeira de rodas, fazendo muito mais coisas do que nós, que temos braços e pernas, percebemos o quanto nós nos limitamos. Muitas vezes, ficamos presos à condição que temos e não saímos do marasmo. 

Sim, é hora de sairmos do comodismo, de fazer os dons que Deus nos deu multiplicarem, crescerem. Não podemos ficar parados pelo medo, pela letargia, reclamando que não podemos isso ou aquilo. Não importa a quantidade de dons e talentos que temos, o que importa é que, pouco ou muito, nós podemos multiplicá-los, nós podemos nos dar mais, ser mais ousados. O que não podemos é ficar parados, olhando para o céu, esperando que Deus faça a nossa vida acontecer. 

Ele nos deu inteligência, capacidade e fé. Se usarmos isso como nossas armas, nós multiplicaremos a graça de Deus entre nós. 

Deus abençoe você!

Comentários