16 fev 2014

Coloque em prática os mandamentos da Lei de Deus

 O mundo em que vivemos precisa conhecer a vontade de Deus, e o modo do mundo conhecer a vontade de Deus ocorre quando, aqueles que conhecem a Deus e são próximos do Senhor, colocam em prática os mandamentos do Senhor.

”Se quiseres observar os mandamentos, eles te guardarão; se confias em Deus, tu também viverás” (Eclo 15, 16).

 

A Palavra de Deus, que meditamos no dia de hoje, nos chama a atenção para observarmos os mandamentos da Lei de Deus, porque só tem vida em Deus aquele que guarda e observa os mandamentos e os preceitos do Senhor. O mundo em que vivemos precisa conhecer a vontade de Deus, e o modo do mundo conhecer a vontade de Deus ocorre quando aqueles que conhecem a Deus e são próximos do Senhor colocam em prática os mandamentos do Senhor.

Por vezes, algumas pessoas têm dificuldade de ver isso e dizem: “Mas eu vou confessar o quê? Eu não tenho pecado! Eu não roubo, eu não mato, eu não cometo adultério”. A nossa noção de observar os mandamentos ou de deixar de observá-los ocorre só quando cometemos coisas grandes demais. E hoje o Evangelho nos chama atenção para isso, que não é bem assim, pois não matamos alguém só quando pegamos em uma arma não! Porque todo aquele que se encoleriza, tem raiva do seu irmão, fica irado contra ele, revoltado, odeia o seu irmão, será réu em juízo. Por isso é necessário não só não matar, mas é necessário ter paciência com o nosso irmão. Todas as vezes em que nós perdemos a paciência uns com os outros a ira toma conta de nós e pecamos contra este mandamento: ”Não matar”.

Dizemos: “Eu nunca cometi adultério!” Ou “Eu não traí a minha esposa” Ou “Eu nunca fiz isso ou aquilo”, mas o Senhor nos diz que todo aquele que olhar para a mulher do próximo com o desejo de possuí-la já cometeu adultério no seu coração [cf. Mt 5, 27-28ss]. Adultério não começa com o ato; o adultério e os pecados da carne começam com os desejos, por isso, não basta não cometer isso ou aquilo, é preciso ter a pureza no coração. O homem não pode olhar para a mulher como um objeto, a desejando, deixando os pensamentos e os devaneios tomar conta da sua mente. Da mesma forma a mulher não pode olhar para outro homem e, simplesmente, desejá-lo, cobiçá-lo e deixar seus pensamentos irem longe.

O mal precisa ser combatido pela raiz, prestemos atenção àquilo que vemos na internet, aos lugares aonde vamos, para que não cresça dentro de nós o desejo e a cobiça. Não, eu não preciso jurar, mas Jesus hoje nos diz: Que o vosso sim, seja ”sim” e o vosso não seja ”não”. Ou seja, não mentir quer dizer ser autêntico, não ter duas palavras, duplicidade naquilo que nós falamos.

Algumas vezes, nos acostumamos com pequenas mentirinhas e achamos que essas pequenas mentirinhas não dizem nada; no entanto, elas vão tirando nossa autenticidade. Nós deixamos de acreditar em pessoas que numa hora dizem uma coisa, noutra hora outra dizem outra coisa. E pior ainda: a pessoa que fala uma coisa para alguém e, para outra, ela diz algo diferente. Ao agirmos assim nós vamos perdendo a nossa autenticidade.

Que Deus, hoje, nos dê a graça de nos revermos por dentro para colocarmos em prática os Seus mandamentos.

Deus abençoe você!

 

Comentários