01 out 2015

Aprendamos com Cristo a sermos bons cordeiros

Aprendamos com Cristo a sermos bons cordeiros. O apóstolo de Cristo é como o seu Senhor, é manso e humilde de coração, não se deixa levar pela altivez, pelo orgulho, pela insensatez, pela soberba.

Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos” (Lucas 10, 3).

Os apóstolos de Jesus vivem e estão no mundo. O nosso apostolado é no mundo onde estamos. Nós, muitas vezes, nos enganamos, nos iludimos e achamos que ser apóstolo, ser discípulo de Jesus é estar na igreja, no nosso grupo de oração. É verdade que são os lugares específicos para fortalecermos o nosso apostolado, para crescermos na fé, na intimidade com o Nosso Senhor. Mas, o lugar do apóstolo e do apostolado é no mundo!

E no mundo existem todas as mazelas, todos os males, existe toda a contaminação das coisas perversas. Mas, nós não somos enviados ao mundo para julgar ou condenar. Somos enviados para sermos o sal, o fermento, a luz, para sermos o bom trigo de Cristo no meio do joio. É por isso, que o Senhor nos enviou como “cordeiros para o meio de lobos”.

Nós não podemos permitir que os ‘lobos’ deste mundo nos devorem, que tirem, na verdade, a nossa santidade de vida. Não podemos nos contaminar com os elementos deste mundo, pela maldade deste mundo. Não podemos nos deixar levar pelo fermento da maldade que, muitas vezes, guia e conduz os passos das pessoas.

É bom lembrar que o cordeiro é a figura da mansidão, da humildade e da pureza. Por isso, estes elementos precisam estar sempre presente em nosso coração.

O apóstolo de Cristo é como o seu Senhor, é manso e humilde de coração, não se deixa levar pela altivez, pelo orgulho, pela insensatez, pela soberba. Ele não é melhor do que ninguém, não é mais importante do que ninguém, ele não impõe aquilo que pensa, que acha; ele apenas propaga, semeia, apenas leva a Palavra do seu Senhor aos corações.

O discípulo de Cristo é submisso ao seu Senhor, no meio de tantas agitações, no meio de um mundo, muitas vezes, conturbado, cheio de vozes para lá e para cá, num mundo cheio de confusões, de meias verdades. Ele não se deixa levar por filosofias, por discursos vãos, por tentações do maligno, por tentações e seduções do prazer, do poder e do mundo rebelde à Deus. Ele é submisso à voz do seu Senhor!

Que aprendamos com Cristo a sermos bons cordeiros, porque Ele há de nos guardar, nos proteger no meio dos lobos ferozes no mundo em que vivemos!

Deus abençoe você!

Comentários