12 mar 2014

A salvação de Deus é para todos nós!

A Primeira Leitura nos apresenta o profeta Jonas que vai a Nínive,  a grande cidade pervertida e pecadora, como sinal de uma cidade pagã, primeiro para nos dizer que a salvação de Deus é para todos, não é somente para Jerusalém, a Cidade Santa, mas é também para Nínive, a cidade pecadora.  

”Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração” (Lucas 11,30).

 

O povo do tempo de Jesus estava buscando um sinal. O povo está sempre querendo sinais milagrosos, curas milagrosas, coisas esplendorosas acontecendo para que, assim, a fé aconteça.

Deixe-me dizer: Ainda que tenhamos algumas manifestações milagrosas de Deus aqui e acolá, num tempo ou noutro, a nossa fé não deve se basear nesses sinais, porque assim como Jonas foi um sinal para o povo Nínive, do mesmo jeito Jesus foi um sinal para o Seu tempo e um sinal para os nossos tempos. O maior sinal se dá quando Jesus morre por nós na cruz, dando a Sua vida para nos salvar.

Se a grande prova do amor de Deus para conosco, dando-nos o Seu único Filho, que morreu na cruz por amor a mim e a você, não for suficiente para nos converter, nada mais vai nos converter! Algum outro sinal nos servirá de advertência, chamada de atenção, mas o que converte, na verdade, o coração é o abrir-se para a mensagem de Jesus! O que converte verdadeiramente uma alma é ela se desdobrar na entrega para esse Deus que vem ao nosso encontro.

A Primeira Leitura nos apresenta o profeta Jonas que vai a Nínive,  a grande cidade pervertida e pecadora, como sinal de uma cidade pagã, para nos dizer que a salvação de Deus é para todos, não é somente para Jerusalém, a Cidade Santa, mas é também para Nínive, a cidade pecadora.

Nos dias de hoje, nós precisamos ser como Jonas e pregar nas cidades, nos bairros, nas igrejas, nos povoados, onde o pecado e a resistência à Palavra de Deus acontecem e dizer às pessoas que a salvação não é para um grupo apenas, não é apenas para as pessoas que estão na Igreja, que frequentam a igreja. Não, a salvação de Deus é para todos nós!

Assim como a pregação de Jonas foi eficaz e o povo deixou os pecados para se voltar para Deus, a nossa pregação também precisa ser eficaz, pregação que vai com exemplo de vida e que aponta para os outros que a salvação está em Jesus. 

Neste tempo de Quaresma, assim como o povo de Nínive viveu quarenta dias de penitência, nós somos chamados a viver a penitência não só por nós, pela nossa conversão; pela conversão da nossa casa, da nossa família, da nossa penitência, o nosso jejum, mas sim pelos outros. Os nossos atos de misericórdia devem ser para atingir tantos outros que estão longe dos caminhos do Senhor. Tantos que vivem nas “Nínives” da vida em busca de um sentido para a própria vida. A nossa oração e a nossa penitência devem alcançar a todos quantos for possível!

Que Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários