10 jul 2017

A graça de Deus estanca os sentimentos da nossa alma

Deixemos que a graça de Deus estanque todos os sentimentos da nossa alma e do nosso coração, que foram imobilizados pelos medos

“Quando a multidão foi afastada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão, e ela se levantou” (Mateus 9,25).

No Evangelho que Deus nos dá, no dia de hoje, observamos como o toque da graça divina faz total diferença na nossa vida. Veja, são duas realidades: primeiro, um pai que vai suplicar a Jesus pela sua filha que estava acamada, enferma, praticamente morta. Enquanto esse homem está suplicando e a multidão caminhando com Jesus, uma mulher chega por trás. Ela, que sofria há 12 anos de uma hemorragia crônica, toca em Jesus e a graça d’Ele toca nela, estanca a sua hemorragia e ela é curada.

Você pode se perguntar: “Tantas pessoas tocando em Jesus, como Ele sabe quem O tocou?”. Há toques que são diferentes, há toques que são realmente da graça! Há abraços e abraços, há manifestações de amor e verdadeiras manifestações de amor e graça. Essa mulher tocou em Jesus com toda a sua alma, com todo o seu coração. Ela não tocou por tocar, mas se deixou envolver pela graça divina.

Quando nos deixamos envolver e tocar pela graça que vem do Senhor, ela toma conta de nós, vai para o mais profundo da nossa alma e do nosso coração; somos, de fato, envolvidos, sensibilizados. Algo dentro de nós se mexe, muda, remexe por inteiro.

A fé conduz e motiva nossos passos, por isso essa mulher vai com fé e convicção. Ela já gastou dinheiro com médicos, já ouviu muitas pessoas, foi repreendida por um, rejeitada por outros, mas agora ela não tem em ninguém a sua confiança, a não ser em Jesus. Uma vez tocada pela graça, ela toca com fé e todo o seu corpo é tocado pela graça divina.

O pai dessa adolescente que está em cima da cama foi tocado pela fé. Por isso, quando Jesus toca na menina, levanta-a pela mão e ela é curada, fica de pé.

Levantemo-nos, deixemos que a graça de Deus nos toque, coloque-nos de pé. Deixemos que a graça de Deus estanque todos os sentimentos da nossa alma e do nosso coração, que foram imobilizados pelos medos.

Quando formos tocar em alguém, não toquemos de qualquer jeito; toquemos como fomos tocados por Deus, com o toque do amor, da graça e da fé.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários