18 out 2015

A exemplo de Jesus Cristo, sejamos bons servos

A exemplo de Jesus Cristo, sejamos bons servos. Nós, que estamos na Igreja e no mundo, precisamos entender que o nosso papel no mundo e na sociedade é o do serviço

“Porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos” (Marcos 10, 45).

O modelo do servo, do discípulo, do apóstolo, do seguidor de Jesus Cristo é o próprio Jesus. Nós não devemos nos inspirar em nenhuma outra liderança ou pessoa, a não ser que essa outra pessoa ou liderança nos inspire, realmente, a olharmos mais para Jesus e seguir o Seu exemplo.

No mundo de hoje, de ontem e talvez no mundo de amanhã, porque isso está no coração humano, é  importante o reconhecimento, a grandeza, o primeiro lugar, ser o mais importante. E sabemos que as pessoas mais importantes são as mais servidas, as mais reconhecidas, valorizadas e assim por diante.

Jesus é o servo sofredor, é aquele que veio dar a Sua vida para nos salvar. A primeira coisa, Ele não veio para ser servido, não veio para se tornar ‘senhor’ no sentido humano da palavra. Veio para servir a humanidade e cuidar dos homens.

Nós, que estamos na Igreja e no mundo, precisamos entender que o nosso papel no mundo e na sociedade é o do serviço; nós prestamos um serviço à essa humanidade. A humanidade não está para nos servir, as pessoas não estão a nosso serviço. Mas, ao contrário, nós que conhecemos Jesus Cristo é que precisamos dar o melhor de nós para servirmos aos outros.

E uma coisa importante: não seremos reconhecidos, aplaudidos nem tidos como melhores por aquilo que fazemos, mas estaremos cumprindo o nosso papel, a nossa missão, a nossa obrigação neste mundo!

O discípulo de Jesus Cristo tem que ter muito cuidado com os aplausos, com os reconhecimentos humanos. O discípulo de Jesus Cristo deve, humildemente, saber sentar-se no último lugar, na última cadeira.

Vejam, os filhos de Zebedeu se aproximam de Jesus querendo saber quem vai sentar-se à direita ou à esquerda. Que questão mais sem lógica e sem sentido, vai dizer Jesus. Não é essa a preocupação que deve ter o discípulo, com a honraria, com o reconhecimento. A preocupação do discípulo deve ser: ‘Como posso servir mais? Como posso servir melhor? Como posso me assemelhar a Nosso Senhor Jesus, me dando e servindo aos outros?’.

Aprendamos sempre que seguir Jesus quer dizer se tornar servo dos outros, servo da humanidade.

Deus abençoe você!

Comentários