10 nov 2014

A correção fraterna feita com amor produz muitos frutos

Ganha quem corrige com caridade e ganha mais ainda quem sabe acolher com amor a correção que recebe do outro! Se você não tem caridade no coração nem verdadeiramente amor pelo seu irmão não vale a pena corrigi-lo!

Prestai atenção: se o teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se converter, perdoa-lhe. Se ele pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, tu deves perdoá-lo (Lucas 17, 3-4).

Chamar a atenção um do outro faz parte da nossa vida; saber corrigir o outro é, na verdade, saber ajudá-lo, é ter misericórdia, caridade e não permitir que ele fique no erro. É verdade que nem sempre é fácil repreender, chamar à atenção e corrigir todas as situações. Nem sempre sabemos corrigir, às vezes, corrigimos de uma forma brusca, errada, usamos as palavras erradas e, talvez, num momento errado também. Por outro lado, nem sempre quem recebe a correção gosta de ser corrigido ou recebe com bom grado.

Tanto para quem corrige quanto para quem recebe, a correção tem um elemento fundamental que precisa existir entre ambos: caridade. Se você não tem caridade no coração, não tem verdadeiramente amor pelo seu irmão, não vale a pena corrigi-lo! Se você não tem caridade, que é a irmã da humildade, ninguém poderá corrigi-lo, porque o orgulho vai estar sempre à frente, mascarando-o e escondendo aquilo que você é de verdade. Você vai sempre dar desculpas, vai sempre ser contra qualquer correção que o outro queira fazer.

Já recebi correções, mas, muitas vezes, nem percebi que o outro tinha toda a razão em me corrigir que beleza, este me ganhou só pela caridade e pelo amor que teve em me corrigir! Não me corrigiu, porque me queria mal, mas porque queria bem! Um dia desses, uma senhora mandou com tanto amor uma correção para mim, dizendo: “Padre, eu acho que o senhor errou fazendo isso e aquilo”. Essa correção foi um bálsamo para o meu coração, ela me mandou essa observação com tanto amor, que me ajudar a perceber coisas até muito além do que ela estava falando.

No dia de hoje, peçamos essa graça a Deus de sabermos corrigir. Que Ele nos dê realmente a graça de sabermos orientar, corrigir e exortar o outro. Ao mesmo tempo, também nos dê a graça de aceitar ser corrigidos, exortados, chamados à atenção. Só quem tem a virtude do espírito no coração é que sabe viver essa graça. Ganha quem corrige com caridade e ganha mais ainda quem sabe acolher com amor a correção que recebe do outro! Infelizmente, muitos filhos se perderam, porque os pais não souberam corrigi-los.

Dois elementos que nunca podem nos faltar: a ternura e o rigor. Precisamos de um certo rigor para corrigir os nossos, mas sem jamais perder a ternura, o amor e a bondade. Assim, a nossa correção vai produzir muito mais frutos.

Que amemos uns aos outros, que saibamos viver a correção fraterna como elemento de renovação para a nossa alma e para o nosso coração! 

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários