01 Feb 2020

O Mestre acalma o que está agitado em nós

Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar: ‘Silêncio! Cala-te!’” (Marcos 4,39).

Acompanhando a Palavra de Deus, olhamos o coração aflito dos apóstolos que estavam com Jesus na barca, porque começou a soprar uma ventania muito forte e as ondas se lançavam dentro da barca.

Podemos nos imaginar no mar e, de repente, as ondas se agitam, os ventos violentos vêm contra a barca que estamos, e o temor, o pavor, o pânico, o medo e, sobretudo, a agitação começam a tomar conta do coração de todos.

Jesus estava na parte de trás dormindo sobre um travesseiro, e os mestres O acordaram apavorados, temerosos e desesperados: “Mestre, por favor, acorda! Não te importa? Estamos perecendo”.

É assim que, muitas vezes, nos encontramos na vida: agitados, nervosos, tensos e preocupados. Quando alguma coisa nos perturba e nos tira de nossa comodidade, facilmente nos agitamos, perturbamo-nos e achamos que vamos resolver as coisas à sombra ou à inspiração da perturbação, quando precisamos da serenidade para espantar o mar do desespero, precisamos da sobriedade de espírito para acalmar os mares agitados, os ventos agitados que estão soprando dentro de nós.

Quando deixamos o Mestre acalmar o que está agitado em nós, encontramos a paz e a salvação

É por isso que aquilo que Jesus ordena ao mar, aos ventos e as ondas, Ele também está ordenando ao nosso coração: “Silêncio. Cala-te”.

São muitas ondas borbulhando dentro de nós, agitando-nos, trazendo inquietações, trazendo para dentro de nós muitas perturbações.

Precisamos acalmar essa natureza violenta que está dentro de nós, porque a natureza que está ao nosso lado, Jesus a acalmou, colocou na situação de serenidade, e essa nossa natureza precisa também querer submeter-se a Jesus.

Precisamos deixar que a voz do Mestre ressoe dentro de nós para acalmar, silenciar, serenar e nos colocar na direção da paz e da tranquilidade.

Hoje, Jesus está ordenando ao nosso coração: “Silêncio. Calemos. Não nos agitemos. Não nos perturbemos”. Quando deixamos o Mestre acalmar o que está agitado em nós, encontramos a paz e a salvação.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.