11 Mar 2022

Invista no amor e na misericórdia para alcançar a vida eterna

“Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: ‘Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus’. Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta” (Mateus 5,20.23-24).

Queremos oferecer a nossa vida a Deus, queremos dar o nosso coração para Ele, mas existe um caminho prévio para isso, existe uma caminhada, existe um amadurecimento, e nós estamos percorrendo esse tempo quaresmal na busca e na luta para que isso aconteça dentro de cada um de nós.

O Evangelho de hoje nos faz recordar que a fé cristã não se manifesta só no ser justo. Jesus trata aqui sobre a questão da justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, que eram rigorosos no cumprimento da Lei. Mas a fé cristã se diferencia por esse algo a mais, nós diríamos por esse “plus”. E esse plus da vida cristã talvez seja escolher muitas vezes, fazer o que ninguém nos pede ou pretende de nós.

Como dizia Madre Teresa de Calcutá: esse algo a mais precisa brotar do nosso coração como manifestação, justamente de um aprendizado que nós interiorizamos. Não vem de fora, mas precisa estar dentro de nós. Só assim as palavras de Jesus não vão ser um exagero.

Amor e misericórdia são os únicos investimentos que fazemos aqui e vamos reencontrar na vida eterna

Jesus, no Evangelho, é bem claro com os Seus discípulos e com cada um de nós: “Vocês ouviram isso, mas façam aquilo”. Agora, se nós comungamos desse Espírito, as palavras de Jesus não vão ser exageradas até o ponto de nos pedir que amemos os nossos inimigos, mas as palavras de Jesus vão ser medida, vão ser para nós direção, especialmente naquilo que diz respeito ao amor fraterno, à nossa experiência de amor fraterno.

É muito fácil quando colocamos as mãos postas para rezar, para expressar a nossa piedade, mas estender a mão para dar o perdão ou pedir perdão é mais difícil, é mais custoso. Mas esse é o nosso caminho de amadurecimento cristão, é para isso que estamos trilhando esse caminho quaresmal.

Amor e misericórdia são os únicos investimentos que fazemos aqui e vamos reencontrar na vida eterna. Então, se você, hoje, precisa (você sabe no seu coração) realizar um gesto de amor, perdão, reconciliação, clarear uma situação, ter um diálogo com alguém da sua casa, do seu ambiente de trabalho, saiba que esse investimento de misericórdia e de amor vai ser reencontrado na vida eterna.

Abramos o nosso coração, permitamos que essa medida de Jesus, aparentemente exagerada e muito difícil, caia no nosso coração e alargue a nossa capacidade de amar, de perdoar e de nos reconciliar.

Sobre todos vós, a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!


Padre Donizete Ferreira

Sacerdote da Comunidade Canção Nova.

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.