20 Nov 2019

Assumamos nossas responsabilidades como o servo bom e fiel

O primeiro chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam dez vezes mais’. O homem disse: ‘Muito bem, servo bom. Como foste fiel em coisas pequenas, recebe o governo de dez cidades’” (Lucas 19,16-17).

A parábola que estamos ouvindo do coração de Jesus, desse homem nobre que parte para um país distante e entrega aos seus empregados a administração dos seus bens, conta-nos na verdade de qual relação o Pai exerce para conosco.

O Pai entregou para nós os seus bens para administrar. O primeiro dos bens é a nossa própria vida, cabe a cada um de nós administrar, cuidar e nos responsabilizarmos pela nossa própria vida. Depois, tudo aquilo que diz respeito à vida, ao mundo criado, a natureza, a tudo que está ao nosso dispor, os nossos talentos, as nossas capacidades. Ninguém pode se omitir diante da vida.

Todos que têm consciência e que não fogem da sua reta consciência, devem assumir a responsabilidades por aquilo que Deus confiou, mas o que não pode acontecer é o que acontece tantas vezes de levarmos a vida de qualquer jeito, de levarmos a nossa vida hora para cá, hora para lá. Às vezes, tropeçamos tanto na vida e ainda culpamos Deus pelas coisas que não deram certo.

Deus nos abençoa, nos ilumina, Ele nos dá a Sua graça, mas a responsabilidade é nossa. É verdade que há aqueles que receberam mais para administrar: a mãe que tem muitos filhos, aqueles que tem muitas responsabilidades. Desculpe, mas tem gente cuidando de tanta coisa e cuidando bem e, às vezes, têm pessoas cuidando de uma coisa só, cuidando só da sua própria vida e está cuidando como esse servo mal e preguiçoso que simplesmente guardou o lenço, ele foi néscio, desajuizado, não teve um só pingo de juízo para cuidar daquilo que lhe foi confiado.

Não paremos na quantidade, no tamanho de nossas responsabilidades, não paremos na quantidade de bens que temos que administrar ou das coisas que temos que cuidar. Você pode cuidar bem de um só carneiro, como pode cuidar mal de cem carneiros.

Cuidemos bem da nossa vida a cada dia, nas pequenas coisas, nos pequenos detalhes e responsabilidades

Você pode cuidar muito bem de cem cordeiros, como pode cuidar mal de um cordeiro só, você pode cuidar bem de dez vidas que estão a seu dispor, mas você pode cuidar muito mal da sua própria e única vida. Se não conseguimos cuidar da nossa própria vida, o que vamos cuidar neste mundo, o que vamos poder assumir neste mundo?

Sejamos o servo bom e fiel, cuidemos bem da nossa vida a cada dia, nas pequenas coisas, nos pequenos detalhes e responsabilidades, na simples obrigação de levantar a cada dia e arrumar a nossa própria cama.

Uma pessoa que de manhã não consegue arrumar a sua própria cama, como vai conseguir organizar a vida, o coração e as demais responsabilidades?

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.