10 dez 2014

Tenhamos um coração manso e humilde

Jesus é manso e humilde de coração! Está aí o segredo, o remédio, o caminho e a luz para o nosso cansaço e para a nossa fadiga: olharmos para o coração de Jesus e aprendermos da Sua mansidão e da Sua humildade.

“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso” (Mateus 11, 28).

O coração amabilíssimo de Jesus acolhe todo o nosso cansaço e todas as nossas fadigas da vida. Deixe-me dizer uma coisa a você: Quem é que não se cansa desta vida? Quem é que não sente o cansaço e o peso da vida?

Quantas fadigas se acumulam ao redor de nós! Afinal de contas, cada um tem um jugo para carregar nesta vida, o jugo dos nossos compromissos, responsabilidades e exigências que a vida faz de nós. O jugo da nossa saúde, das coisas que não dão certo, dos êxitos que não obtemos e das exigências que, algumas vezes, são mais duras do que nossa própria capacidade. O jugo da ingratidão das pessoas, da incompreensão, muitas vezes, até dos nossos próprios familiares de casa, da família, dos amigos; as desmotivações.

Muitas vezes, muitos muros desmoronam à nossa frente. Parece que o nosso jugo se torna tão pesado que até respiramos e dizemos: “Que vontade de desistir!”. Não desista não! Se o nosso jugo está pesado, Jesus quer torná-lo leve, e o nosso peso leve; Ele quer dar descanso para a nossa alma e para o nosso coração.

Para isso, nós só precisamos entregar o nosso jugo a Ele e tomarmos sobre nós o jugo que é d’Ele, porque o Seu jugo é leve! Por que o jugo d’Ele é suave e o Seu fardo é leve? Porque Jesus é manso e humilde de coração! Está aí o segredo, o remédio, o caminho e a luz para o nosso cansaço e para a nossa fadiga: olharmos para o coração de Jesus e aprendermos da Sua mansidão e da Sua humildade.

Nós não precisamos nos desesperar, brigar, nos revoltar, nem nos exaltar acima da medida. Precisamos ter aquela medida da mansidão, de olhar tudo com o olhar sereno e calmo; um olhar que medita com muita clareza sobre as coisas para não termos uma medida muito elevada sobre nós, nem, ao mesmo tempo, uma medida que nos faça menosprezar aquilo que, na verdade, nós somos. Ou seja, a medida da cautela e da serenidade sobre tudo aquilo que fazemos, ao mesmo tempo a humildade de coração.

A humildade para saber reconhecer a grandeza de Deus, o Seu amor e não querer ser o que não somos, nem mais do que podemos ser. Saber ser agradecidos na prosperidade, e ser mais humildes nas contrariedades e nas dificuldades. E veremos que, dia após dia, o nosso fardo vai se tornando mais leve.

Jesus não veio para tirar o nosso fardo, mas veio para nos dar uma nova visão sobre o fardo que temos que levar nesta vida. Que o Senhor Jesus, manso e humilde de coração, faça o nosso coração semelhante ao d’Ele!

Deus abençoe você!

Comentários