12 nov 2014

Tenhamos um coração grato a Deus

Somente quem é humilde consegue ser grato e reconhecido pelo bem que o outro representa. Só quem tem um coração humilde e generoso sabe se voltar reverente ao altar, à Igreja e ao Senhor para agradecer-Lhe a cada dia.

“Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?”(Lucas 17,18).

O Evangelho de hoje mostra-nos como, muitas vezes, estamos levando Deus em nossa vida. Quando precisamos d’Ele, somos todos piedosos, reverentes e até dizemos: “Senhor, ajude-me, vinde em meu auxílio, socorre-me, porque eu preciso de Ti!”. A bondade de Deus não mede esforços, não nos olha conforme os nossos pecados ou os nossos merecimentos, mas se volta reverente para nós.

Por mais difícil que seja a vida de qualquer ser humano, ninguém passa por ela sem experimentar a bondade do Senhor. Só o fato de vivermos já é graça! Alguns recebem graças ou se apoderam mais delas do que os outros, mas ninguém deixa de ser agraciado por Deus nessa vida!

O fato é que existem corações mais gratos e reconhecidos que sabem realmente reconhecer a grandeza, a bondade e a ternura de Deus. Estes voltam para agradecer, para reconhecer que Deus foi bondoso, é como se dissessem: “Eu agradeço ao Deus que me deu vida até o dia de hoje, que me permitiu experimentar o Seu amor e a Sua bondade. Quem me dera se o último ou os últimos dias de minha vida fossem apenas para cantar um hino de gratidão, de graças, de reconhecimento pelo tamanho da bondade e da ternura d’Ele para comigo!”.

A Palavra de hoje nos mostra que dez leprosos foram curados e apenas um samaritano, aquele que não fazia parte do povo eleito, na distinção dos próprios judeus, voltou para agradecer e reconhecer a bondade de Deus para com ele.

Deixe-me dizer uma coisa a você: não seja ingrato, não cultive a ingratidão no seu coração; isso vale também para as pequenas coisas. Saiba reconhecer o que o outro fez por você, saiba dizer “muito obrigado”, saiba ter gratidão por aqueles que cuidaram de você durante a vida, para todas as pessoas que foram manifestações do amor e da ternura de Deus na sua existência.

Não ter um coração grato é tê-lo repleto de maldade! Somente quem é humilde consegue ser grato, reconhecido pelo bem que o outro representa. Só quem tem esse coração humilde e generoso sabe se voltar reverente ao altar, à Igreja e ao Senhor para agradecer-Lhe a cada dia. Olhe o sol à nossa frente, olhe a beleza da natureza esplendorosa ao nosso lado; olhe tantos sinais de amor e ternura de Deus e veja que uma vida, só aqui, ainda é muito pouco para agradecer ao amor que Ele tem para conosco!

Que Deus, hoje, nos conceda um coração agradecido e cheio de graças, para que possamos, a cada dia, dar graças ao Senhor, porque eterno é Seu amor.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários