05 jun 2015

Reconheçamos que só Jesus é o Senhor de nossas vidas

Reconheçamos que só Jesus é o Senhor de nossas vidas. Não podemos deixar de reconhecer com toda a intensidade da nossa fé que o Cristo ressuscitado e glorioso é o Senhor!

“Como dizem os escribas que Cristo é o filho de Davi?” (Matheus 12, 35).

 

A Palavra de Deus propõe, para nós, uma reflexão importante para compreendermos o lugar que Jesus ocupa na história da salvação. Porque os escribas, por mais versados que fossem nas Sagradas Escrituras, não compreendiam o significado messiânico do senhorio de Cristo. É por isso que Jesus vem introduzir uma verdade fundamental para a nossa fé.

Primeiro, Jesus, na Sua humanidade, Jesus, o Messias, é Filho de Davi. Sim, o Senhor é da raça, da casa, da família e da descendência do rei Davi. E se há uma realeza humana, como alguns querem entender, em Cristo essa realeza vem da casa de Davi.

Não há nenhuma contradição em entender isso, porque José, assim como Maria, era da casa, da família e da descendência de Davi, portanto, Jesus também o era. A promessa de Deus é que da linhagem de Davi viesse Aquele que governaria para sempre o povo de Israel, o reinado messiânico.

Aqui um outro passo importante para compreendermos é que nós não podemos olhar Jesus apenas na Sua humanidade, porque Jesus é divino, Ele é Senhor, Ele é o Kyrios.

O senhorio de Jesus nos faz compreender que Ele é superior e transcendente a qualquer senhor deste mundo. Porque eles [os escribas] chamavam o rei de “senhor”, chamavam uma pessoa importante de “senhor”, mas aqui é um senhor com “s” minúsculo. Estamos falando agora do Senhor, Aquele que é Deus, é divino e não é humano.

Jesus, entre nós, compreendemos, louvamos e bendizemos Sua humanidade, porque Ele se faz um de nós. Da mesma forma, nós adoramos, glorificamos, exaltamos a Sua divindade; reconhecemos que é Nosso Senhor e Nosso Deus. E por isso a Ele todo o nosso culto, toda a glória e toda a exaltação!

É muito importante que reconheçamos a humanidade de Jesus, para não parecer que entre nós Jesus era um ser diferente e estranho; não é homem como qualquer outro homem. Não podemos deixar de reconhecer com toda a intensidade da nossa fé que o Cristo ressuscitado e glorioso é o Senhor! E para a glória de Deus Pai que toda língua confesse Jesus Cristo como Deus, como o Senhor de nossas vidas!

Deus abençoe você!

Comentários