07 maio 2015

Que o amor seja a medida da nossa vida

Que o amor seja a medida da nossa vida! Permaneceremos no amor de Cristo se amarmos uns aos outros e se fizermos desse dom a medida da nossa vida!

“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor” (João 15, 20).

Há uma relação profunda e linda de amor entre Deus Pai e o Filho. É um Pai que ama sem limites Seu Filho e um Filho que não se cansa de amar Seu Pai e leva adiante a missão em meio às lutas, às dores, aos sofrimentos, às dificuldades e não corta o elo de amor com o Pai. É esse elo de amor que O abastece, O ilumina, O direciona e O leva a ser fiel à Sua missão.

Do mesmo jeito que este Filho amou extremamente ao Pai e fez a Sua vontade, Ele diz a mim e a você: “Permanecei no meu amor” (João 15, 20).

O elo que nos une ao Senhor não pode ser um elo racional, simplesmente lógico. Precisa ser um elo amoroso, precisa ser uma relação afetiva. Nós precisamos, com os nossos afetos, amar a Jesus. Precisamos, com todos os sentimentos do nosso coração e da nossa alma, arder de amor por Jesus, porque Ele já arde de amor por nós! Cristo já nos ama de forma esplêndida e não precisa dar mais nenhuma prova do tamanho do amor que tem por cada um de nós. Quem precisa responder ou corresponder a este amor infinito, grande e supremo somos nós, cada um de nós!

Permanecer em Deus é permanecer no amor, é a cada dia amá-Lo mais, corresponder mais a Seu amor e buscá-Lo mais. Viver a vida em Deus não pode ser uma vida atordoante, não pode ser uma vida sem gosto e sem sentido. Pelo contrário, é preciso, a cada dia, reinventar a nossa forma de corresponder ao amor que Deus tem por nós. Nós permaneceremos no Seu amor se nos amarmos uns aos outros e se fizermos desse dom a medida da nossa vida!

E que o nosso amor seja um amor sem medidas! Amor extremo, capaz de se doar, de se dedicar, de recomeçar, de perdoar. Amor que não leva em conta mágoas, ressentimentos, erros. Amor que se machuca, mas que se trata, se cuida, se renova e se faz.

Que nunca desistamos de amar! Cada vez que fechamos uma porta para o amor o nosso coração se torna estéril. E muitas pessoas vivem uma vida estéril porque fecharam demais as portas para o amor.

Que o bom Deus hoje possa desobstruir as veias que estão fechadas em nosso coração, impedindo-nos de amá-Lo acima de qualquer coisa. Que o bom Deus possa desobstruir qualquer veia dentro de nós, dos nossos afetos e de nossas vontades, as quais não nos têm permitido permanecer no amor d’Ele nem nos amar uns aos outros. Que o amor seja a medida da nossa vida!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários