13 nov 2015

Que estejamos sempre prontos para a vinda do Senhor

Que estejamos sempre prontos para a vinda do Senhor. Não esperemos coisas trágicas, não esperemos o fim do mundo nem nada acontecer para entender que precisamos levar a vida em Deus

“Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la; e quem a perde vai conservá-la” (Lucas 17, 33).

Parece uma verdadeira perda de tempo alguém dedicar o seu tempo, a sua vida para fazer generosidade, para cuidar dos outros, servir a Deus, gastar tempo para ir à Missa e participar de grupos de oração. No mundo em que estamos, onde o que vale é levar vantagem, é tornar a vida mais prática e útil, gastar tempo com as coisas do Senhor parece ser inútil. Mas, na verdade, é aí que estamos ganhando a vida!

Algumas pessoas esperam uma coisa trágica acontecer para correrem atrás de Deus; outras creem n’Ele, têm um coração no Pai, mas levam uma vida dividida: ora servem a Deus, outras não. Na hora da morte, da dor e do sofrimento, quando as coisas apertam, elas dizem: “Deus, vem em meu socorro!”.

A vida nos surpreende, meus irmãos! Quem já viu alguém falecer de uma hora para outra? A pessoa estava bem, estava entre nós, mas se foi! Nenhum de nós pode dizer que vai se preparar na última hora: “Agora estou pronto! A hora é agora!”. A hora se faz presente no momento em que a estamos vivendo.

Pode ser que, em sua casa, sua esposa e mais alguém sejam de Deus; então, você “pega carona” com eles. Não é assim! Deus nos colhe e nos põe junto d’Ele, pelo coração que já está n’Ele, que vive Suas Leis, Seus mandamentos e seguimentos no dia a dia de sua vida.

Não espere coisas trágicas, não espere o fim do mundo, não espere nada acontecer para entender que todos nós precisamos levar a vida em Deus. Quem vive a vida n’Ele com alegria sabe viver no sofrimento; quem vive Deus na pobreza, sabe viver também na prosperidade.

Não importa como estamos vivendo; o que importa é que, do modo em que estamos vivendo, estejamos em Deus. Na hora final não dá para improvisar. Uma vez que não podemos improvisar, que cada dia da nossa vida seja única, intensa e verdadeira!

Uma pessoa me disse: “Antes de morrer eu me reconcilio com a minha esposa!”. Quem lhe garante que a morte não chegará primeiro do que essa sua demora, essa sua espera pela reconciliação?

Nós não podemos fazer as coisas precipitadas, mas não podemos pensar que temos toda a vida para fazer o que precisamos. A hora é agora! Façamos do agora o momento certo para a graça de Deus acontecer em nós!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários