03 mar 2014

Precisamos levar a sério os mandamentos da Lei de Deus

Nada de relativizar os mandamentos, nada de dizer: ”Não, os mandamentos de Deus são para outra época”. Não, os mandamentos de Deus devem  ser vividos no dia de hoje, um por um.

“Jesus olhou para ele com amor, e disse: ‘Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”’ (Mc 10,21).

 

O Evangelho de hoje nos apresenta as condições que alguém precisa ter para se tornar um discípulo de Jesus, um seguidor na escola de Jesus. Queria que nos meditássemos três pontos: observação dos mandamentos, o despojamento e o seguimento de Jesus. O primeiro deles é observar os mandamentos da Lei de Deus: É isso que esse homem diz hoje: “Sim, eu conheço seus mandamentos e os observo desde que sou mais novo”.

Sabem, meus irmãos, para seguir adiante no seguimento de Jesus, nós não podemos deixar esse passo para trás. Aqueles mandamentos da forma como nós aprendemos: não matar, não cobiçar, não cometer adultério, não prejudicar ninguém, honrar o pai, honrar a mãe. Mas, nós, muitas vezes, não conseguimos sair dessa lição básica, então, o primeiro esforço da nossa parte, o primeiro grande aprendizado para entrarmos na escola de Jesus, é levarmos a sério os mandamentos da Lei de Deus.

Nada de relativizar os mandamentos, nada de dizer: ”Não, os mandamentos de Deus são para outra época”. Não, os mandamentos de Deus devem  ser vividos no dia de hoje, um por um. Como é importante revisarmos estes mandamentos, conhecer o sentido e o significado deles e percebermos se a nossa vida está de acordo com aquilo que Deus nos ensina.

Depois, desse passo de se observar os mandamentos, nós estaremos prontos para o segundo passo, que eu gostaria de meditar com vocês, que é o ”despojamento”. Sim, a capacidade de partilhar aquilo que nós temos com os mais necessitados, com os pobres, com os sofredores. Este homem do Evangelho, que era muito rico, até conseguiu observar os mandamentos, mas, quando falou em partilhar, em doar, em ter um coração mais livre e desapegado, aí foi mais difícil, ele preferiu voltar atrás.

Nós, que vivemos muito apegados, nós que vivemos muito presos às coisas que nós temos, nós que não sabemos partilhar a vida e aquilo que vamos adquirindo nela, muitas vezes, também, paramos no caminho porque não conseguimos continuar seguindo Jesus, sobretudo cuidando dos mais pobres, dos sofredores e dos necessitados.

São João Crisóstomo disse que tudo que temos em nossa casa pertence aos pobres, por isso, com eles devemos dividir, partilhar e, acima de tudo, também cuidar do sofrimento um dos outros. Vivendo esses dois pontos pontos, aí sim nós podemos seguir Jesus e segui-Lo significa levar a vida em nome d’Ele. Aquilo que fazemos, aquilo que somos, as nossas decisões, nós fazemos tudo crendo em Jesus e deixando nos guiar pela Sua Palavra e pelos Seus ensinamentos!

Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários