08 ago 2014

Os sacrifícios nos ajudam a crescer no seguimento de Jesus

Sacrifício não é castigo! É pedagogia, é escola, é aprendizado e o melhor meio para nos disciplinarmos a crescer nas virtudes, na sabedoria e no seguimento de Jesus Cristo. 

Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga” (Mateus 16, 24).

 

Jesus hoje olha para o coração de todos nós que gostamos d’Ele, que nos apaixonamos por Ele e nos tornamos seguidores d’Ele. Algumas vezes, nós desanimamos, queremos voltar atrás e não seguir a nossa caminhada. Jesus quer hoje apontar, para mim e para você, quais são as condições para nos tornarmos verdadeiros discípulos d’Ele, seguidores fiéis do Mestre. Quem quer segui-Lo precisa renunciar a si mesmo.

Nós somos cheios de vontade própria, nós queremos que as coisas sejam sempre do nosso jeito, nós queremos até mesmo que Deus esteja a nosso serviço, que Ele faça as coisas do jeito que queremos. Contudo, quem quer seguir Jesus não pode seguir a própria vontade, tem que ser capaz de sacrificar a sua vontade, abrir mão dos seus gostos e de suas preferências e saber ceder quando se faz necessário. Por isso muita gente fica parada ainda no primeiro ponto do seguimento, não consegue avançar na fé e na intimidade com Jesus.

O fato de sermos muito apegados a nós mesmos nos impede de avançarmos em nossa fé e de sermos livres para seguir Jesus. Nós não gostamos de ser contrariados, não gostamos quando a nossa vontade não é realizada e pensamos – “Nós rezamos, Senhor. Realize isso por mim”, mas nos esquecemos de que a grande chave da oração é: “Faça a Tua vontade, Senhor, e não a minha!”

Quem quer ser discípulo de Jesus deve colocar nas mãos d’Ele a sua vontade própria. Depois deve pegar sua cruz e seguir o Mestre. Pegar a cruz significa ter disposição para aceitar os sacrifícios da vida; tudo nesta vida, que tem valor, exige sacrifícios. Vivemos num mundo de cultura hedonista, que valoriza somente o prazer e o ter e só o que é prazeroso tem valor. Nós não podemos abrir mão do sacrifício, quando entramos numa igreja, quando olhamos para a nossa casa, lá está o Cristo Crucificado, Aquele que se sacrificou por todos nós.

O filho que não sabe valorizar o sacrifício de seus pais, o marido que não sabe valorizar o sacrifício da esposa e vice-versa; nós que não sabemos valorizar os grandes sacrifícios para que conquistemos bens maiores. Entendamos uma coisa de uma vez por todas: Sacrifício não é castigo! Sacrifício é pedagogia, é escola, é aprendizado e o melhor meio de castigarmos o nosso ego, de disciplinarmos a nossa vontade e de crescermos nas virtudes, na sabedoria e no seguimento de Jesus Cristo.

Se na sua vida há muitos sacrifícios, saiba que você está na escola de Jesus, mas não faça os sacrifícios da vida sozinho não! O Senhor está com você, Ele lhe dá forças, alivia seus sacrifícios e dá sentido a tudo aquilo que você faz.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários