08 jan 2014

O medo nos afasta de Deus e nos torna doentes

O medo nos torna pessoas desesperadas e, onde está o desespero, Deus não se faz presente!

Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: ‘Coragem, sou eu! Não tenhais medo!”’ (Mc 6, 50).

 

Olhe o drama que os discípulos do Senhor vivem no dia de hoje, acostumados a ter a presença do Mestre em todas as situações da vida, Jesus os quer ver caminhando sozinhos, por isso, enquanto Ele fica no monte rezando, os discípulos seguem mar adentro, no barco, no mar da Galileia.

Enquanto eles vão remando, lá pelas três da madrugada, chegam ventos contrários e o medo começa a tomar conta deles, no primeiro vento que vem. Deixe-me dizer, sabendo da fraqueza deles, o Senhor vai ao encontro deles caminhando sobre as águas; aí é que eles se apavoram realmente e começam a ver, em Jesus, um fantasma, e começam a gritar sem parar. Aqueles homens barbudos, que andavam com Jesus para lá e para cá, estão apavorados e tremendo de medo.

O medo é uma coisa terrível, o medo é o pior dos fantasmas que assombra a humanidade e que assombra a nossa alma e o nosso coração. Porque, na verdade, fantasmas não existem, mas o nosso medo cria muitos fantasmas e muitas fantasias; o nosso medo é capaz de transformar até Deus, até Jesus Nosso Senhor, em um fantasma! Porque, quando o medo se apodera de nós, perdemos toda a confiança e a segurança que nós temos. O medo nos torna pessoas desesperadas e, onde está o desespero, Deus não se faz presente! Porque o desespero afugenta a presença de Deus, o desespero é a falta de confiança no Senhor, o desespero é a falta de fé.

Quem mandou os discípulos irem de barco, à frente, foi o Senhor, e eles não confiaram! Quando o mar se agitou, quando as coisas começaram a balançar o medo falou mais alto, eles gritaram e se apavoraram, e não foram capazes nem de reconhecer o Senhor presente no meio deles vindo sobre as águas.

O medo cria muitas fantasias dentro de nós, o medo cria doenças, cria fantasmas. O medo que se apodera de nós tira a nossa fé e a nossa confiança no Deus único e verdadeiro; o medo faz de nós pessoas fracas e doentes. E é por isso que o Mestre Jesus, ao olhar para os Seus discípulos, olha para nós também e diz: ”Coragem, sou eu! Não tenhais medo!”

Como nós precisamos, hoje, do Mestre Jesus para curar tudo aquilo que o medo faz em nós, tudo aquilo que o medo lançou em nós! Toda fraqueza que o medo gera dentro de nós e não nos permite que, nas aflições, nas dificuldades e nos ventos contrários que a vida manda ao nosso encontro, nós tenhamos reação, que nós sejamos curados dos fantasmas e das fantasias que o medo gerou dentro de nós.

Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Outubro

49%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários