13 Oct 2013

O egoísta não reconhece a grandeza do amor de Deus

Precisamos aprender com esse leproso do Evangelho que não basta pedir, e que um coração egoísta é incapaz de reconhecer a grandeza do amor de Deus.

“Um deles, ao perceber que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz” (Lc 17,15).

Foram dez leprosos que tentaram se aproximar de Jesus, pois a situação da lepra naquela época era uma coisa muito dolorosa. Esses dez homens pararam a certa distância de Jesus, pois quem tinha essa enfermidade não podia se aproximar de quem era saudável. 

A lepra era considerada uma impureza para a sociedade na época, não só materialmente falando, mas também no sentido religioso e espiritual, por isso os leprosos se mantiveram à distância, pois sabiam que, mesmo assim, Jesus poderia fazer algo por eles. Por esse motivo, gritaram de longe: “Jesus, tenha compaixão de nós!”. Cristo pede que eles se apresentem aos sacerdotes. Então, por terem dado atenção à Palavra de Jesus, ao seguirem adiante percebem, no meio do caminho, que estavam curados; a lepra havia desaparecido.

Mas somente um voltou para agradecer; é importante lembrar que esse “um” era estrangeiro, não era judeu, não fazia parte do povo eleito, não fazia parte desse povo consagrado ao Senhor. Esse único estrangeiro voltou glorificando e bendizendo o nome do Senhor – um samaritano. Jesus diz a ele: “Levanta-te e vai! Tua fé te salvou”.

Hoje, nós precisamos aprender com esse leproso do Evangelho que não basta pedir. A religião que só nos ensina a pedir, a religião que só busca receber os benefícios de Deus, mas não é capaz de nos ensinar a termos um coração grato, que glorifica o Senhor, nos mantém cativos das nossas “lepras” e de nossas impurezas, porque a pior delas se chama “egoísmo”.

E um coração egoísta é incapaz de reconhecer a grandeza do amor de Deus. Essa maldita “lepra” nos torna mesquinhos e orgulhosos e nos mantém cativos de nós mesmos, presos ao nosso pecado. Faz de nós pessoas que reclamam de tudo e quase não agradecem nada; nos torna pessoas muito ociosas, com o ímpeto de somente receber graças e não viver em ação de graças.

Ao passo que a graça já acontece e a libertação vem ao nosso caminho, ao nosso encontro, quando nós temos um coração agradecido. Quando sabemos reconhecer Deus na nossa vida.

Sejamos mais agradecidos, sejamos homens e mulheres do louvor, da ação de graças! Retiremos da nossa vida o mal da murmuração, da reclamação, de viver sempre dizendo que as coisas não andam boas e que está tudo mal! O Deus de bondade está conosco, a Ele todo o louvor, toda a glória, toda a honra, toda a ação de graças. 

Ao entregar o seu coração ao louvor, bendizendo o nome do Senhor, você verá que, a começar pela sua cabeça, aquilo que tanto o importuna e o deixa para baixo vai deixando a sua vida. Que Deus seja glorificado e exaltado na nossa própria vida! 

Deus abençoe você!

:: Ouça esta reflexão no Canal Pod Homilia


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Dezembro

25%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.