15 dez 2013

Nossa missão é apontar ao mundo que só existe um Salvador

Que a nossa única missão seja esta: apontar para o mundo, para as pessoas, que só existe um Salvador, que só existe um Caminho e uma Vida.

“Em verdade vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos Céus é maior do que ele” (Mt 11,11). 

 

Neste 3º Domingo do Advento, a Igreja nos apresenta a pessoa, a figura, a missão e o profetismo de João Batista. Não podemos falar do caminho do Messias, da presença de Jesus no meio de nós, sem dizermos – e apontarmos – o papel que teve João Batista para preparar o caminho do Senhor. 

João era um profeta. Foi o último dos profetas do Antigo Testamento e o profeta que abriu as portas para o tempo novo, o tempo da graça, o tempo da chegada do Messias. 

Nós sabemos, pelos relatos evangélicos, que João era um homem de vida ascética. Era um homem que vivia a disciplina, o rigor, se preparando espiritualmente para Aquele que viria. João foi santificado ainda no ventre de sua mãe, Isabel. O nascimento dele foi anunciado pelo Arcanjo Gabriel, o mesmo que anunciou a Maria que ela seria a Mãe do Salvador. 

João foi preparado para o Céu – desde o ventre da sua mãe – com uma missão muito específica: nos mostrar o caminho e a direção do Senhor. João não era a “Palavra”, mas era a “voz”, que nos mostra qual é a verdadeira Palavra de Deus. João não era o “Caminho”, mas era a “seta”, que nos mostra a direção do caminho do Senhor. 

Nós precisamos, nos dias de hoje, nas nossas casas, famílias, igrejas, nos grupos, na sociedade, de muitos homens como João Batista! Sim! Homens imbuídos desse espírito profético, que tenham a coragem e a audácia de não apontarem para si mesmos, mas apontarem para Jesus e dizer: “Convém que Ele cresça e que eu diminua” (Jo 3, 30). A Igreja, hoje, precisa de muitos homens como João Batista! Homens e mulheres que apontem quem é o Messias, quem é o Salvador. 

Nós não podemos tomar o lugar de Jesus. Nós não podemos ser o “salvador” e o “libertador”. Nós não podemos fazer de ninguém – padre, pastor, pregador, cantor – o Messias e o Salvador, porque nenhum de nós não é digno nem sequer de desatar as correias sandálias do Senhor! (cf. Jo 1, 27c). Nós somos apenas as “setas”, aqueles que devem mostrar ao mundo quem é Jesus. 

Que o Senhor tenha misericórdia e compaixão de nós por todas as vezes em que aparecemos mais do que Ele! Que a nossa única missão seja esta: apontar para o mundo, para as pessoas, que só existe um Salvador, que só existe um Caminho e uma Vida. 

A Vida, o Caminho, a Luz do Mundo é Jesus, nosso Senhor e Deus. 

Que Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários