16 out 2010

Nossa força está no Senhor

Uma das coisas mais impressionantes em Jesus é a Sua transparência, honestidade e respeito diante daquelas pessoas – cada um de nós – as quais Ele convida para segui-Lo.  Cristo não faz propaganda enganosa com ninguém. Por quê? Porque não oferece um produto. Oferece vida, oferece um caminho de salvação e santificação para cada um de nós que se encontra em Seu seguimento.

Todavia, este seguimento desencadeia, por parte do mundo, um profundo ódio contra aqueles que são do Senhor, isto é, discípulos d’Ele. As atitudes de um cristão que vive coerentemente sua vida e vocação incomodam, agridem, violentam todos aqueles que são seguidores do mundo, tendo o mundo como seu deus. Mundo aqui deve ser entendido não como espaço físico, mas como tudo aquilo que se coloca contra o Todo-poderoso e a Sua vontade.

Além de pobre, o cristão vai desarmado para evangelizar o mundo. Isso faz com que este responda com mais força contra os cristãos. Temos como única arma a força, a graça e a companhia de Deus. Nossa resposta é o amor que devemos testemunhar e dar aos outros, principalmente aos que nos odeiam.

A nossa única força deve estar em Nosso Senhor Jesus Cristo, que se manifesta a nós à medida que vivermos profundamente em intimidade com Ele e numa vida fraterna profunda, vida fraterna esta cujo ponto de encontro e de unidade está no Senhor e em Sua vontade. Quando Deus não é o centro de nossos encontros fraternos, seja com quem for, esta vivência se torna pior que a vivência dos pagãos.

A arma do cristão frente a este mundo tenebroso é o Senhor e Sua vontade. A arma do mundo é a apostasia, ou seja, a negação total da fé. Haja vista que em muitos lugares querem tirar os objetos sacros dos lugares públicos, por exemplo. Isso é somente um exemplo simples! Na Europa, a sociedade é mergulhada num profundo secularismo, isto é, uma sociedade que fundamentou sua vida num fechamento total a tudo aquilo que é transcendente, na qual o que vale é o imanente, gerando o ter, o poder e o prazer como vias de felicidade; os quais, na verdade, são vias de infelicidade, pois nossa única felicidade está em Deus.

O cristão neste mundo faz vir à tona o ódio do apóstata – aquele que nega a fé. Sua postura inquieta, incomoda, questiona a consciência que foi manipulada para não necessitar de Deus, para não querer Deus. Frente a estes lobos ferozes, a estes apóstatas, não devemos nos preocupar, pois o Espírito virá em nosso socorro quando necessitarmos de defesa. Temos um único defensor: Nosso Senhor Jesus Cristo!

Quer ser cristão? Prepare sua alma para a grande tribulação. Não há escapatória. Jesus sempre foi muito honesto conosco. Mas se Deus é por nós – e Ele o é! – quem será contra nós?

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova

Comentários