04 jun 2014

No seguimento de Jesus você é o trigo ou o joio?

O joio é aquele que divide e promove a desunião. Por outro lado, o trigo, o bom trigo, é aquele que compreende as diferenças, luta e trabalha pela união!

“Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um” (João 17, 11b).

 

Continuando a oração sacerdotal de Jesus, no qual Ele ora por Seus apóstolos e discípulos, o Senhor pede ao Pai primeiro pela unidade de coração, unidade da alma, unidade no seguimento daqueles que são Seus seguidores.

Nós estamos na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, ao mesmo tempo em que o Cristianismo – o Evangelho de Jesus Cristo – é a grande graça que Jesus deu ao mundo; a grande desgraça dos cristãos se chama desunião. Como o Evangelho de Cristo se esfacelou pela desunião e pelas separações que há no mundo daqueles que seguem a Jesus!

Não estou falando das diferenças, porque elas são boas, são uma riqueza da Igreja; mas sim de quando não sabemos conviver, respeitar e entender o diferente, quando agimos e nos deixamos ser movidos pelo espírito do sectarismo, no qual o que vale é o que achamos e o que pensamos, nós colaboramos para criar a ruptura no Corpo de Cristo.

É um escândalo a grande quantidade de Igrejas, de seitas, de divisões e de pessoas que pregam desunidas e brigadas em nome do Senhor. Muitos que falam do amor de Deus nem se amam, nem se olham no rosto, nem se falam; muitos que pregam no nome de Jesus não se dão. Quando digo “não se dão” não é porque não andam de mãos dadas o tempo inteiro, mas por não haver o diálogo, o qual, muitas vezes, se tornou impossível de acontecer na comunidade cristã.

O que vemos hoje, meus irmãos e minhas irmãs, é um verdadeiro mal, uma verdadeira chaga para o Corpo de Cristo com as constantes divisões existentes, e não pense que elas são apenas no campo das Igrejas, a divisão existe entre os grupos e entre aqueles que estão nas lideranças da Igreja. As divisões estão em todos os tempos, estão em todos os lugares!

É importante discernirmos que, na casa de Deus – no seguimento de Jesus –, nós podemos ser trigo ou joio. O joio é aquele que divide, é aquele que separa, é aquele que segue a desunião. Por outro lado, o trigo, o bom trigo, é aquele que compreende as diferenças, sabe viver com quem não pensa igual a ele, luta e trabalha pela união.

Oremos como Jesus orou, peçamos que o Corpo de Cristo seja guardado na união!

Deus abençoe você!

Comentários