01 set 2013

Não queira ser o mais importante

Não queira ser o mais importante nem se sentir importante em lugar nenhum, não queira ser o mais lisonjeado, o aplaudido, o reconhecido, o lembrado.

“Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’” (Lc 14,10a)

Nosso Senhor Jesus Cristo quer nos ensinar como deve ser a humildade do coração daqueles que têm em Deus o seu refúgio e faz d’Ele a sua riqueza.

Primeiro, não queira ser o mais importante nem se sentir importante em lugar nenhum, não queira ser o mais lisonjeado, o aplaudido, o reconhecido, o lembrado. As nossas carências humanas estão fazendo de nós vítimas desse mal. E o mal é justamente este, o fato de sermos exaltados.

Não, os homens de Deus não procuram exaltação; as mulheres de Deus não procuram os aplausos humanos. Que eles [os aplausos] venham pelo reconhecimento das pessoas, mas não devem ser a sede do nosso coração nem da nossa alma.

Por isso, quando alguém o convidar para qualquer festa, para qualquer banquete ou acontecimento, não se faça de mais importante. Ao mesmo tempo, quando você for fazer um banquete, não convide as pessoas que também vão convidá-lo, que vão lhe retribuir. Não! O banquete do qual Deus lhe fala é a alegria, são os bens, os dons que você tem e o qual pode dar aos pobres, dar às pessoas que nem o conhecem.

Se você viver sempre na comodidade social, de festa em festa, de banquete em banquete, de almoço em almoço, de convites aqui ou ali, quando alguém não o convidar para alguma coisa, na qual todos foram convidados, seu coração ficará triste.

Não se entristeça! Deus sempre o convida para o banquete celeste. Você foi convidado para a Eucaristia, para o banquete da mesa do Senhor, você aceitou esse convite e foi lá para ser o primeiro.

Se você quer a recompensa que o Senhor preparou para os justos, esta será dada para quem não a buscou, para quem fez o bem sem esperar nada em troca.

Que o seu coração tenha essa simplicidade e essa disposição de fazer o bem sem saber a quem. O importante é fazer o bem por fazê-lo. Mesmo que as pessoas não lhe digam nem um “muito obrigado”, não se esqueçam: o agradecimento que vale é aquele que, um dia, receberemos eternamente do Senhor no céu.

Deus abençoe você!

:: Ouça esta reflexão no Canal Pod Homilia


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários