30 dez 2015

Estejamos sempre a serviço de Deus

Crianças, jovens, adultos e idosos; não importa a idade, todos podem servir a Deus no estado em que se encontram

“O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele” (Lucas 2, 40).

Os pais de Jesus, ainda no templo, encontraram-se com a profetiza Ana, uma viúva que, com mais de oitenta anos, dia e noite estava no templo servindo a Deus. Que beleza! Mesmo com a idade avançada, na velhice, seu coração era temente ao Senhor.

Veja mais:
:: Festa do Batismo do Senhor

:: A influência dos avós na educação dos netos
:: Como escolher padrinhos de batismo para os meus filhos?
:: Conheça a história da Sagrada Família

Ana chegou em sua velhice com o coração em paz, em Deus, porque assim ela foi em sua infância, mocidade e toda a sua vida. Era mais que justo que, nessa idade, também fosse toda de Deus.

Não importa a idade em que você esteja, importa é que em toda a sua vida você se dedique a servir a Deus. Crianças, jovens, adultos, idosos; não importa a idade, todos podem servir a Deus no estado em que se encontram.

Dois extremos da vida

É interesse vermos que, naquele templo, encontravam-se dois extremos da vida: Jesus era ainda uma criança, um bebê sendo apresentado no templo para estar a serviço de Deus; o velho Simeão e Ana estavam no outro extremo da vida, já com a idade avançado, mas ainda servindo ao Senhor.

Com a mesma força em que acreditamos numa criança na infância, também acreditamos no idoso; com o mesmo amor que defendemos a vida de uma criança, defendemos a vida do idoso. Queremos a vida em toda a sua plenitude, a serviço do bem e de Deus!

A importância de servir a Deus

É tão valiosa a vida do idoso como a da criança. É tão valiosa a nossa vida desde a nossa concepção, o nascimento até o último instante. É tão precioso servir a Deus já desde criança! Por isso é uma bênção ver nossos bebês sendo levados ao templo, não só para serem batizadas, mas para que cresçam e se acostumem às coisas de Deus.

Façam isso, mãe e pai, permitam que seus filhos cresçam tendo gosto pelas coisas do Senhor, para que, na idade avançada, como Ana e Simeão, estejam também a serviço do Pai.

Que nossas crianças cresçam como Jesus: fortes, cheias de sabedoria e graça diante de Deus e dos homens; e que essa graça esteja sempre com nossos filhos e nossas crianças!

Deus abençoe você!

repensando-a-vida

Adquira este livro de padre Roger Araújo


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários