04 nov 2015

Enchamos o nosso coração do amor de Deus

Precisamos nos nutrir, primeiro, do amor que vem do coração de Deus, porque assim saberemos amar, de forma correta e intensa, nossos pais, filhos e aqueles que fazem parte da nossa vida

“Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo” (Lucas 14, 26).

Pode nos causar estranheza aquilo que Jesus nos coloca, porque está comparando o amor que temos por Ele com as coisas ou as pessoas mais preciosas da nossa vida: pai e mãe. Jesus não está competindo com nenhum de nossos filhos e irmãos; ao contrário, está ensinando-nos como é que devemos amar nosso pai, nossa mãe e irmãos.

Precisamos nos nutrir, primeiro, do amor que vem do coração de Deus, porque assim saberemos amar de forma correta e intensa nossos pais, nossos filhos e aqueles que fazem parte da nossa vida.

O que mais existe no mundo é o amor vivido de forma errada, cega e exagerada, um amor vivido de forma descompensada. No entanto, não há amor mais legítimo, belo e puro do que o amor de Deus.

Da forma como Deus nos ama devemos amar uns aos outros. Por isso, não amaremos menos nossa mãe, nossos irmãos, mas os amaremos da melhor maneira possível, quando enchermos nosso coração, em primeiro lugar, do amor de Deus.

Para sermos dignos de viver o Reino de Deus entre nós, amemos o Senhor sobre todas as coisas, assim saberemos amar o nosso próximo, sobretudo os mais próximos, com a justa medida que devemos amá-lo!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários