30 dez 2013

Educar os filhos com os ensinamentos de Deus

Gerar filhos é uma graça, mas a graça se torna maior ainda, quando estes filhos gerados são criados e educados segundo a vontade do Senhor.

”O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele” (Lucas 2, 40).

 

Nós contemplamos, hoje,  Jesus no templo, e lá estava uma profetisa, uma viúva fiel e temente a Deus, que servia a Ele com jejuns e orações dia e noite. E naquele momento ela pega o Menino nos seus braços, louva a Ele por tudo aquilo que Ele significa e representa para todo o Israel e para todo o povo de Deus. E, ao sair do templo, Jesus vai viver com os pais em Nazaré, ali vai ser Sua cidade.

Em Nazaré, Jesus cresce como crescem nossas crianças, ali Ele aprende a andar, a caminhar, ali aprende a falar, ali no meio de crianças Ele brinca e vive a vida como qualquer outro menino. E a Palavra testemunha, para nós, que Jesus cresce, tornando-se forte, cheio de sabedoria e a graça de Deus repousando sobre Ele.

Eu, hoje, peço a Deus por todo pai e por toda mãe que têm a graça de criar e educar seus filhos, porque as duas coisas são muito importantes. Gerar filhos é uma graça, mas a graça se torna maior ainda quando estes filhos gerados são criados e educados segundo a vontade do Senhor.

Um desafio tremendo para os nossos dias é o desafio de criar filhos. Não é fácil e não é simples! A minha palavra não é para desanimar, muito pelo contrário, é para encorajar você que é pai e você que é mãe. Para que você tenha a sabedoria, tenha a luz divina, tenha discernimento, mas também tenha pulso. Dois ingredientes são necessários para se criar filho: ternura e firmeza; ou ternura e vigor.

Nossas crianças precisam de ternura, de amor, de carinho, de cuidado, de atenção, de presença; de pais que as escutem, que as compreendam, que tratem cada filho com a dignidade única e pessoal que cada um merece. Pais que lhes deem atenção, pais que se façam presente, pais que deem aos seus filhos a alegria de serem firmes. Que nossos pais não precisem cuidar de nossas crianças com aspereza, com grosseria, com dureza, pais que aprendam que não basta colocar comida na mesa e lhes dar coisas e presentes, pois isso não faz de vocês bons pais. Pais que se façam presentes, comunicando amor e ternura a seus filhos.

Mas amor e ternura precisam se misturar ao vigor e ao rigor. Nós não podemos permitir que crianças mandem em seus pais; nem  que os pais façam tudo que estas querem. Criança precisa de disciplina, precisa ser educada, precisa aprender a ouvir ”não!” Para que, assim, aprenda a dar valor às coisas. Muitas vezes, as crianças fazem aquilo que querem, e os pais dizem: “Olha que lindo isso! Criança é assim mesmo!”

É no colo da família, no seio da família, que nossas crianças são educadas e aprendem o sentido da vida. Eu, hoje, estou rogando por você que é pai e por você que é mãe, que você tenha a graça e o dom de Deus para educar seus filhos, que o Senhor lhes dê a ternura e o rigor para educar seus filhos, para que cresçam como Jesus cresceu no meio de nós, na sabedoria, na fortaleza e na graça do Senhor.

Que Deus abençoe você!

 

Comentários