05 set 2014

É preciso ter um coração novo para acolher a novidade de Deus

Sim, não adianta acolher o novo com o coração velho; não adianta acolher a novidade de Deus com a mentalidade velha da nossa cabeça. Para isso precisamos renovar nossas atitudes, rever nossos conceitos e nossas posições!

Ninguém tira retalho de roupa nova para fazer remendo em roupa velha; senão vai rasgar a roupa nova, e o retalho novo não combinará com a roupa velha” (Lucas 5, 36).

Os fariseus e os mestres da Lei estão em confronto com Jesus, querendo colocá-Lo em dificuldades; e mais ainda: colocá-Lo em situação de contradição. Por isso questionam por que os discípulos de Jesus não estão jejuando como era o costume fazer, como, por exemplo, faziam os próprios discípulos de João Batista. É nessa ocasião que o Mestre aproveita, mais uma vez, para mostrar qual é o sentido novo do Reino de Deus.

A primeira atitude, Jesus responde à questão com uma pergunta: “Pode por acaso os amigos do noivo jejuarem quando ele está presente?” Não, de forma nenhuma! A presença do noivo tira todo e qualquer sentido da penitência por trazer a alegria, por isso é importante nos alegrarmos com a presença d’Ele. A presença de Jesus na Sua Igreja é a grande alegria da Igreja do Senhor, por isso, no Dia do Senhor, o domingo, os cristãos de forma nenhuma fazem jejum, mas se alegram com o Seu dia!

O mais importante da mensagem de hoje é a atitude, é o coração novo, é a mentalidade nova que nós precisamos ter para acolher a mensagem do Evangelho. Sim, não adianta acolher o novo com o coração velho; não adianta acolher a novidade de Deus com a mentalidade velha da nossa cabeça. Precisamos querer renovar nossas atitudes, rever nossos conceitos e nossas posições.

Como é difícil, muitas vezes, as pessoas se converterem e a Palavra de Deus surtir efeito em muitos corações; porque muitas podem até acolher a Palavra, mas não querem mudar suas atitudes, não querem mudar seus conceitos e até diz: “Eu sempre pensei e sempre será assim! Foi assim que eu aprendi, é assim que tem que ser”.

Não é que tenhamos que mudar, a cada dia, as nossas posições, mas sim que temos de nos permitir ser provocados, ser refeitos e ser realmente remodelados por Deus em nossa vida. O Mestre Jesus, o Bom Oleiro do Pai, veio para cuidar dessa massa, desse barro, que somos nós e nos refazer de novo, refazer a cada um de nós para que sejamos como aquela imagem perdida no paraíso, no qual um dia Deus nos criou.

Deixe-se modelar por Deus, ser tocado por Ele. Permita que a Boa Nova de Deus caia no seu coração com novas atitudes, novas disposições, e, acima de tudo, com a nova mentalidade, acolha a mensagem do Reino de Deus.

Deus abençoe você!

Comentários