04 mar 2017

Deus é o remédio para nossos pecados

Deus tem o remédio para a enfermidade que o pecado causa em mim

“Jesus respondeu: “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão”. (Lc 5,31)

A grande dificuldade é o doente reconhecer que está doente, é o enfermo reconhecer que tem uma enfermidade; e quando não acontece um agravante, algo mais sério na vida daquela pessoa, ela não toma juízo nem consciência da fragilidade que tem na sua saúde.

É por isso que muitas doenças não são tratadas, curadas de forma adequada, porque o próprio paciente não reconhece sua doença ou sua enfermidade. Há outros que até sabem que a tem, mas preferem fingir e a esconder.

Não é para sair dizendo para todo mundo que está doente, mas assumir a doença para si mesmo; não para ser um coitado, mas para cuidar e ser cuidado. Na esfera espiritual, no campo da nossa relação com Deus, acontece da mesma forma, mas um pouco pior. A grande dificuldade do pecador é reconhecer que é pecador, ou diz, de um forma genérica, “todo mundo é pecador”, e acaba escondendo, debaixo do tapete, nas penumbras do coração, seu próprio pecado.

Nasce, então, uma visão pior, que agrava a situação: “Há pessoas piores que eu, outros muito mais pecadores!”. Então, você fica medindo o pecado, mas não é assim que temos de tratá-lo. Não podemos ficar medindo alguém mais doente do que nós, mais enfermo do que nós, alguém que tem mais saúde do que nós, pois isso não ajuda nunca no meu tratamento.

Da mesma forma, Deus não pode tratar do nosso pecado se não nos assumimos pecadores. Aí está a maravilha, porque se o doente assume a sua enfermidade, a medicina, o médico, os remédios necessários serão usados para que ele seja realmente tratado, curado.

Quando assumimos que somos pecadores e os pecados que temos, Deus tem o remédio para nós, para a enfermidade que o pecado causa em nós. Ele não manda outro, Ele é o remédio para os nossos pecados. Jesus veio justamente para isso, para tratar de mim e de você. Os nossos pecados não nos podem dominar, não nos podem deixar à deriva da vida.

O caminho é reconhecer que somos pecadores, mas, por favor, não reconheçamos isso de uma forma genérica, mas de forma muito objetiva, clara e sincera.

“Precisamos, Senhor, da Sua ajuda, precisamos de um bom médico. Que o senhor venha tratar a enfermidade do pecado que há em nós.”

Por favor, esqueça-se o pecado do outro, pare de olhar a vida dos outros, olhe para dentro de você, olhe para o orgulho que há em você, para a soberba que o domina, a inveja que bate à sua porta e para tantas outras tentações que temos.

Se pararmos com seriedade para entramos na clínica de Jesus e sermos tratados para valer, com seriedade, os nossos pecados, nós não teremos tempo para reparar o pecado do outro.

Se cada um reparar com seriedade, diante de Jesus, aquilo que é, Ele tratará os corações. Já perdemos tempo demais falando, cuidando da vida dos outros, e não permitimos que o bom Mestre cuide daquilo que mais precisamos, da conversão do nosso coração.

Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários