21 Aug 2017

Busquemos o Reino de Deus em primeiro lugar

Viver o Reino de Deus é morrer a cada dia, é ser livre para cuidar, amar e servir

“Se queres entrar na vida, observa os mandamentos” (Mateus 19,17).

:: Participe do Aprofundamento Estudo da Palavra com padre Roger Araújo

Nesse Evangelho de hoje, temos a graça de escutar e meditar sobre um jovem que se aproximou de Jesus e perguntou: “Bom Mestre, o que devo fazer para possuir a vida eterna?”.

É uma pergunta interessante, porque, quando escutamos esse Evangelho em outras situações, achamos que esse jovem, por ter ido embora triste, foi excluído do Reino dos Céus, porque ele era muito rico.

Veja bem, duas coisas importantes na riqueza da meditação desse Evangelho de Deus: Ele nos mostra que há graus de vida interior, graus na nossa relação com Deus. Primeiro, nós precisamos entrar no Reino de Deus, e para entrar nele precisamos ser bons. Mas não somos bons, e para nos tornarmos bons, Jesus nos dá a graça. “Se queres entrar na vida”, ou seja, na vida que nos qualifica para sermos bons, temos que observar os mandamentos.

Hoje, é mais do que necessário educar, ensinar, mostrar e formar, para viver os mandamentos da Lei de Deus, os quais estão sendo desprezados por pessoas que têm o coração até bom, mas não têm a bondade do Reino, porque a malícia do mundo lhes tirou da graça dos mandamentos da Lei Divina.

A graça para sermos bons e entrarmos na dinâmica do Reino de Deus é observar os mandamentos. Este é o primeiro grau, o mínimo e necessário. Se não estamos observando os mandamentos, não podemos querer subir degraus maiores. Ainda estamos no grau inicial, e é óbvio que, se já entramos no Reino de Deus, porque observamos os Seus mandamentos, podemos galgar graus maiores na vida. O ideal é que busquemos a perfeição.

No Evangelho de hoje, Jesus nos mostra o desprendimento no grau máximo e total, assim como Ele viveu, não foi apegado a nada, aos bens. E mais do que isso, não basta dizer: “Eu sou uma pessoa despojada”. É preciso cuidar dos pobres, dos sofridos e necessitados. O que temos não é para nós, é para cuidarmos dos outros.

Aqui, todos nós somos chamados a viver, porque o Céu é dos perfeitos. “É só entra no Céu quem busca a perfeição de vida.

Você pode dizer: “Eu não consigo me despojar da vida, não consigo me despojar dos bens deste mundo. Eu tenho muitas coisas como o jovem do Evangelho”. Quando nós temos muitas coisas, ficamos tristes, porque temos que cuidar dessas coisas todas. O que não conseguimos com a vida, a morte nos tira, porque dessa vida nada levamos.

Viver o Reino de Deus é morrer a cada dia, é ser livre para cuidar, amar e servir. Não há problema nenhum em ter uma vida digna e ir melhorando. Mas não se apegue ao que você tem, pelo contrário, quanto mais você é chamado a ter, mais despojado você precisa ser, mais desapego você precisa ter, porque, senão, seu coração não consegue buscar o Reino de Deus em primeiro lugar.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Novembro

45%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários