07 Sep 2018

Abramos a mente e recebamos o novo de Deus

Ter a mente fechada é o pior atraso que podemos conceder a nós e a quem convive conosco

Vinho novo deve ser posto em odres novos” (Lucas 5,38).

A Palavra diz que Deus é aquele que faz nova todas as coisas. Às vezes, queremos nos acostumar com o que é velho, mas o que é se acostumar com o velho? É fazer aquilo que sempre fizemos, aquilo que sempre acreditamos e ficamos sempre naquela mesma atoada, não sabemos nos abrir para acolher o novo, para ver novas aspirações, inspirações e direções. Ter a mente fechada é o pior atraso que podemos conceder a nós e a quem convive conosco. A mente velha não é a mente de uma pessoa idosa, é aquela mente fechada, que não se abre para o novo.

O “novo”, aqui, não se refere às novidades, porque há pessoas que só gostam de novidades, e a pergunta é: “Qual é a novidade?”. Não se trata de novidade por ser coisas que apareceram na moda ou assim por diante. O novo que a Palavra de Deus se refere é aquilo que nos renova e nos refaz, restaura-nos e nos dá a recuperação daquilo que é a graça original. Não confunda a busca de novidades no mundo em que vivemos com o novo do Evangelho.

O novo que Deus realiza em nós acontece quando o coração se abre para o novo. Temos muitas coisas velhas no nosso coração, coisas estragadas que precisam ser mudadas, tem muitos pensamentos nossos que estão opacos, que nos estragam e não ajudam as coisas a serem melhores. Como é bom esvaziarmos a mente! Eu tenho insistido muito nisso. Para que o novo venha até nós é preciso tirar de nós aquilo que estamos acostumados a querer que seja assim.

Sabe por que as coisas não mudam em nossa casa? Porque achamos que mudar a casa é mudar a disposição dos móveis ou tirar todas as “tranqueiras”. Isso ajuda, é bom para o ambiente. Outros acham que é mudar de casa, acham que a casa não presta, que tem espíritos negativos nela e decidem mudar, porém, ao se passarem alguns meses, aquela outra casa também fica velha.

A mudança acontece dentro de nós, mas é preciso que a mentalidade e a cabeça sejam novas, porque se temos aquele mesmo modo de agir, se somos aquela pessoa impulsiva, negativa e grossa, não tem ambiente nem vida que renove. É sempre aquela pessoa que espera e cobra dos outros, e é sempre o outro que tem que mudar. Não é isso, pois a mudança da humanidade começa em nós.

Vivemos num tempo de muitos conflitos, onde o espírito da acusação é agido e pervertido às relações humanas. Renovemos o novo de Deus para a nação em que vivemos. Que as mentes novas sejam capazes de se abrir para o sopro do Espírito e não fiquem naquelas coisas velhacas, estragadas e corrompidas de sempre acusar, cobrar e esperar do outro.

Se mudarmos, se permitirmos nos renovar, metade do mundo já vai mudar, pelo menos dentro de nós, próximo de nós e no mundo em que estamos!

Deus abençoe você.


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.