02 maio 2014

A refeição deve ser o momento sagrado do nosso encontro com Deus

Que nossa refeição seja sagrada, que seja o lugar do nosso encontro com Deus e da partilha do que temos com os que não têm, e da multiplicação das graças e das bênçãos de Deus em nossa vida!

”Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes” (João 6, 11).

 

Nós, hoje, estamos contemplando a primeira multiplicação dos pães; estamos ainda no contexto da Páscoa e a cada dia temos uma palavra diferente, tirada de várias partes das Sagradas Escrituras e não uma leitura sequencial de textos para nos ajudar a viver o mistério pascal em nossa vida. Por que esse milagre de Jesus da multiplicação dos pães e a multiplicação dos peixes está nesse contexto pascal? Sabem por quê? Porque nós encontramos Jesus ao partir o pão, a repartir o pão.

Primeiro, nós O encontramos assim como os discípulos O encontraram, depois de ressuscitado, o Senhor se manifestou a eles na refeição sagrada. Na cultura judaica, cada refeição, é um momento muito sagrado, é um momento de agradecer, de louvar a Deus pelos dons da criação, pelo alimento e, por isso, a refeição é feita com oração. E como a oração deve estar presente em cada refeição, porque a mesa e a refeição que fazemos é o momento sagrado da presença de Deus no meio de nós.

Por isso, ao nos sentarmos à mesa, nós devemos agradecer a Deus pelo pão de cada dia. Como nossas famílias e nossas casas precisam retomar esse sentido sagrado do alimento e do  momento das nossas refeições! Estou convidando você para que, nesse tempo da Páscoa, retome isso em sua casa e em sua família: seja na hora do café, do almoço, do jantar, não faça refeição dando mais atenção à televisão ou a outras coisas ou em cima do telefone. Hoje nós somos dominados pelas máquinas, pelas tecnologias, as pessoas colocam um prato de comida na mão, colocam o telefone na outra mão e seguram o controle da televisão com outra. Comemos, bebemos, falamos ao telefone, digitamos no telefone celular, escutamos a televisão e não fazemos comunhão com quem está ao nosso lado, muito menos com Deus que está no meio de nós!

Na hora sagrada da refeição, primeiro em oração, depois em comunhão com quem está conosco e em comunhão com Deus, para que esse momento seja muito sagrado, para que Deus multiplique o pão que põe em nossa mesa e na mesa daqueles que não têm o que comer, para que não permitamos que nada sobre, nem desperdicemos nada acima de tudo.

Como é triste um pai e uma mãe colocar a comida para uma criança e ela comer uma ou duas colheres e depois jogarem a comida fora. Desperdiçar comida é um atentado grave à providência de Deus e uma ofensa àqueles que não têm o que comer!

Que nossa refeição seja sagrada, que seja o lugar do nosso encontro com Deus e da partilha do que temos com os que não têm, e da multiplicação das graças e das bênçãos de Deus em nossa vida!

Que Deus abençoe você!

 

Comentários