02 set 2017

Usemos os talentos que Deus nos deu

Temos dons e capacidades. Precisamos nos ocupar com o essencial, para colocarmos para fora os dons e os talentos que Deus nos deu

“Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!” (Mateus 25,21).

A parábola dos talentos – em que o administrador confia a uma pessoa cinco talentos, a outro dois talentos, e ao terceiro um talento – revela que Deus respeita a capacidade e o dom que cada um pode dar, porque nem todo mundo consegue dar a mesma coisa, fazer a mesma coisa; nem todo mundo consegue ser tudo. Cada um pode dar o pouco ou o muito que tem, mas todos podem dar, todos podem mudar o dom, a capacidade e a entrega que têm.

Não podemos ser o servo preguiçoso, relaxado, descomprometido, muito menos indignado e amargurado. “Por que não sou como fulano?”. Somos o que somos, temos o que temos e fazemos o melhor com o que temos. Se temos, na nossa casa, somente arroz, vamos nos virar com ele, vamos fazer dele o melhor arroz do mundo, porque, se formos chorar pelo fato de, na casa do vizinho ter arroz, feijão e carne, vamos lamentar e desperdiçar o arroz que temos; e viveremos lamuriando na vida. Há pessoas que, com o único arroz que têm, fazem muito mais do que nós, que temos tudo, mas, simplesmente, vivemos na acomodação.

Hoje, Deus está chamando a nossa atenção para que evitemos, de toda e qualquer forma, a acomodação, para que evitemos ficar indignados ou conformados, dizendo: “O que temos é muito pouco. Com muito pouco não se conhece nada, e a vida não nos deu sorte. Não fomos abençoadas nessa vida”.

Todos nós temos uma bênção que, muitas vezes, está clara, está na nossa frente. Outras vezes, parece que ela está enterrada e precisamos descobri-la, puxá-la e transformá-la em dons que se multiplicam.

É tão bom ver pessoas que, humanamente, nem daríamos nada para elas, pareciam incapazes, mas elas correram atrás, empenharam-se, superaram a si mesmas, pegam o dom que receberam e o transformam.

O que você está fazendo com o seu dom? O que está fazendo com a capacidade que você tem? Você vive na reclamação, na indignação, na revolta, na acomodação? Ou você é aquela pessoa que não importa o que tenha, leva adiante aquilo que você pode? Você se esforça? Você dá o seu melhor para que o melhor seja feito com o pouco ou com o muito que você tem?

Ninguém tem o direito de ficar desocupado. Podemos até ficar desempregados, passar por momentos difíceis na vida, mas é maravilhoso ver como as pessoas se viram, mesmo não podendo ter o emprego que gostariam. Muitas não estão no trabalho que gostariam, mas estão se virando na vida. Estão trabalhando na rua, estão correndo atrás.

Deus não nos quer desocupados, porque temos dons e capacidades. Precisamos nos ocupar com o essencial, para colocarmos para fora os dons e os talentos que Ele nos deu.

Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

55%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários