08 Jan 2019

Estamos perecendo por falta de amor

Está faltando uma verdadeira vida em Deus no meio de nós, e não existe vida em Deus sem amor

“Deus enviou o Seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio d’Ele. Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou o Seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados” (1João 4, 9-10).

Estamos reconhecendo a maneira como Deus nos ama. Esse amor de Deus é concreto e real, Ele não só falou que nos ama, mas demonstrou a forma como nos ama.

Se, o que um pai e uma mãe podem ter de mais precioso são seus filhos, nada pode ser mais precioso para Deus do que o Seu próprio Filho, por isso, Ele nos deu aquilo que Ele tem de mais sagrado. Ele nos deu Seu Filho para provar qual é o tamanho do amor que Ele mesmo tem por nós. Por que Ele manifestou o Seu amor? Para que nós tenhamos a vida conduzida por Ele. Não basta estarmos vivos.

Quando olhamos a vida humana, muitas vezes, sem sentido, sem razão de ser, a vida vai se apagando aos poucos. Doí no coração saber que a cada minuto, neste mundo, alguém está se suicidando, tirando sua própria vida e a grande maioria são jovens.

Nossos adolescentes, tão cedo, estão descobrindo o desgosto pela vida, estão buscando formas suicidas de vida. Por que os nossos estão perdendo o sentido pela vida? Está faltando uma verdadeira vida em Deus no meio de nós, e não existe vida em Deus sem amor.

Alguns acham que a vida em Deus, antes de tudo, seja doutrina. “Vou doutrinar a minha casa. Vou ensinar os dogmas”. Ensine os valores em primeiro lugar, pois o essencial dos valores é o amor. Amor vivenciado, praticado e respeitado.

É por falta de amor que estamos perecendo, por falta de respeito de uns para com os outros, muitas vezes, dentro de nossas próprias casas, famílias, trabalhos. É onde estamos que a crise existencial se instala no meio de nós.

Todas as vezes que o amor é negado, o amor não é vivido na sua intensidade, a vida humana perde o seu sentido de ser. Por isso, a vida que Deus nos deu, foi nos amando; foi por amor que Ele se encarnou, por amor abriu mão de suas condições divinas e sagradas para se tornar humano como nós.

Só seremos (de verdade) humanos, aquela humanidade bem vivida que nos diviniza, se vivermos esse amor de Deus no meio de nós. Precisamos, verdadeiramente, combater aquilo que não representa o amor, toda a forma de termos preconceitos, ódios, de nos colocarmos uns contra os outros. Todas essas brigas, competições, separações, acusações vão minando o amor e, quando mina o amor, a vida humana também vai minando.

É preciso semear o amor e vivê-lo, para que, assim, a vida de Deus esteja em nós.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.