08 maio 2011

Você está desolado? Jesus quer consolá-lo!

Dois discípulos caminham em desolação, afastando-se da comunidade de Jerusalém. Jesus se aproxima deles e caminha com eles. Mas eles não O reconhecem. Um se conhece o nome: Cléofas e o outro não se especifica. Quero colocar no lugar dele o meu ou o seu nome. Muitas vezes, ficamos como que sem esperança, não percebemos a presença do Ressuscitado. Pergunte-se: Em que situações costumo ficar desolado? Como tenho reagido à desolação? Como deveria reagir?

Como Jesus perguntou aos dois, hoje também Ele pergunta a você. “O que andais conversando pelo caminho?” Eles respondem, tristes, nervosos, irritados: “Você não sabe o que aconteceu em Jerusalém nestes dias?” – “Que foi?” – “A morte de Jesus, o Nazareno… E nós que esperávamos que fosse Ele o libertador de Israel!” – “Como sois lentos para crer o que os profetas falaram! Acaso não era necessário que o Cristo sofresse, para entrar na Glória?” As palavras de Jesus acendem a esperança nos discípulos. Reflita: Na desolação, é bom abrir-se, confrontar-se com alguém.

“Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando!” Cristo Ressuscitado entra para ficar com eles. À mesa, Jesus toma o pão, abençoa e lhes dá de comer. “Seus olhos se abriram, e eles o reconheceram”. Jesus desaparece da vista deles, mas fica no seu coração. “Não estava ardendo o nosso coração, quando ele nos explicava as Escrituras?” A experiência é tão extraordinária, que os discípulos precisam levar a notícia, naquela mesma noite, a Jerusalém.

Onde encontramos, hoje, a presença de Jesus? Na Palavra, nos Sacramentos, na comunidade, no serviço aos mais necessitados (pobres, doentes, crianças, idosos). Um recadinho para você: Em todas as situações, nunca se afaste da sua comunidade, da sua Paróquia. Permaneça nela, buscando Jesus com simplicidade. No apostolado, no serviço fraterno, somos um sopro de esperança para os outros, especialmente, o povo mais sofrido.

Jesus consola os Seus discípulos. E nós? O que temos buscado? “Consolar” ou “ser consolados”? Façamos como os discípulos de Emaús e peça: “Fica conosco, Senhor, porque anoitece”, a fim de que possamos reconhecê-Lo como fonte da verdadeira felicidade.

Padre Bantu Mendonça

Comentários