18 Apr 2012

Você crê em Jesus como luz para a sua vida?

Ao contrário do que pensamos, muitas vezes, Jesus não veio ao mundo para condenar nossas más ações, mas para nos ajudar a não mais cometê-las. A nossa salvação implica, porém, na necessidade de O acolhermos e não O rejeitarmos.

No Evangelho de hoje, Jesus afirma, categoricamente, que Ele não vai nos condenar. Antes, somos nós quem nos condenamos quando não acreditamos em Suas Palavras: “Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado” (João 3,18).

“Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas, pois as suas obras eram más”. Quem rejeita a luz vive nas trevas e é condenado pelas suas próprias obras. Quem não crê em Jesus e d’Ele não se aproxima, rejeita essa luz e tem medo de que a verdade seja revelada, porque as suas ações são más.

Jesus é o enviado pelo Pai para nos salvar. Luz que iluminou – e continua iluminando com a ajuda dos missionários de hoje – as nossas mentes, conduzindo-nos a seguir o verdadeiro caminho da verdade e da vida em abundância.

A luz de Cristo é tão forte, tão penetrante e ofuscante que, às vezes, fugimos dela para que ninguém veja a nossa sujeira, representada por nossa inveja, nosso egoísmo, nossa ganância por mais riqueza. Então, ficar “no escuro”, no esconderijo, disfarçado e fugindo da Igreja são as sugestões de satanás para que não sejamos iluminados.

É por isso que o Mestre disse: “Porquanto todo aquele que faz o mal odeia a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas” (Jo 3,20).

Jesus veio iluminar nossa mente e nosso caminho. Ele nos mostrou, de várias maneiras, que não há felicidade longe de Deus. O Senhor nos convidou a segui-Lo, mostrou-nos que Ele era o próprio Deus para que acreditássemos n’Ele e tivéssemos a vida eterna. Porém, muitos recusaram e, ainda hoje, continuam recusando o Seu convite.

Ele nos faz um convite, porque respeita a nossa decisão, a nossa escolha, o nosso ‘sim’ ou ‘não’. Mas não  podemos nos esquecer de rezar pela conversão, principalmente daqueles a quem dirigimos a Palavra de Deus. Peçamos a Jesus que nos perdoe e nos proteja. Peçamos ao Espírito Santo que nos ilumine a fim de que possamos levar essa luz para o maior número de pessoas possível.

No entanto, se confiarmos em Jesus, as nossas boas ações serão evidenciadas, porque são realizadas em Deus, pelo poder do Seu Espírito Santo. Com efeito, a fé em Jesus Cristo é o meio mais eficaz para que nos aproximemos da luz divina, pois ela esclarece, tira-nos da ignorância, nos dá o norte, a direção.

Praticar o mal é não crer em Jesus, é não se aproximar da Sua luz nem aderir ao Seu projeto de salvação. A Palavra de Deus nos assegura tudo isso. Ainda há tempo para que o mundo seja salvo. Ajudemos, portanto, a iluminá-lo com a luz divina que recebemos no nosso batismo.

Você crê em Jesus como luz para a sua vida? Como é que nós podemos iluminar o mundo com a luz de Cristo? Qual é a virtude em você que mais revela ao mundo essa luz? Você tem tido a coragem de ficar debaixo dela, mesmo que a sua verdade seja descoberta? Qual seria o primeiro passo para você fazer isso? Questione-se sobre isso no dia de hoje.

Padre Bantu Mendonça

Comentários

Novembro

40%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários