16 Nov 2018

Vigilância é estar com o coração em Deus a todo momento

Se vivermos bem a vigilância a Deus em tudo aquilo que realizamos, a chegada ao Reino de Deus não será surpresa para ninguém 

“Eu vos digo: nesta noite, dois estarão numa cama; um será tomado e o outro será deixado. Duas mulheres estarão moendo juntas; uma será tomada e a outra será deixada. Dois homens estarão no campo; um será levado e o outro será deixado” (Lucas 17,34-36).

Quando escutamos esse Evangelho de Jesus o qual fala dos acontecimentos finais, da surpresa definitiva da vinda de Deus para o meio de nós, ficamos assustados porque será de forma inesperada. Na hora em que menos esperarmos, a manifestação definitiva de Deus estará no meio de nós.

Se Deus não vem, nós vamos e a nossa ida para Ele não será com hora e nem dia marcado. Às vezes, vivemos aquela vida improvisada, de qualquer jeito, onde só nos preparamos para uma coisa na hora em que a viveremos.

Temos de estar preparados, temos de estar com as nossas “contas em dia”, com a nossa vida em dia. Não temos de estar preparados para morrer daqui há 10 ou 20 anos. Eu quero ter vida longa e quero que você, também, a tenha.  Mas, a nossa vida é o hoje, o aqui e o agora bem vividos.

Tem um remédio evangélico fundamental que se chama: vigilância, ou seja, cuidar da vida a cada dia e não improvisar a cada momento da vida. Vigilância é estar com o coração em Deus a todo e qualquer momento. Alguns pensam: “Quando eu vou à Igreja, coloco o meu coração em Deus”. Mas, não é assim. Se estamos trabalhando, correndo, fazendo isso e aquilo, não podemos entregar o nosso coração para as práticas erradas, para os vícios, para os erros, para o pecado.

Temos de estar com o nosso coração preparado todos os dias. Por isso, o Evangelho diz que duas pessoas estavam no mesmo lugar, uma estava com o coração em Deus e a outra não estava. Não adianta, é aquela que está com o coração em Deus que vai.

O marido e a esposa dormem na mesma cama. Porém, um deles está o coração honesto, reto e em Deus; mas o outro pode não estar. Então, um será tomado e o outro será deixado.

Você está com seu companheiro e parceiro de trabalho, seu irmão de Igreja e de comunidade; mas estarem juntos não quer dizer que os dois têm o mesmo coração. Entretanto, se estamos juntos com o outro, é importante que o ajudemos a ter um coração em Deus e, aprendamos com ele a ter um coração fiel a Deus. É assim que se vive a espera do Senhor. É assim que vivemos para nos prepararmos para irmos ao encontro d’Ele. 

Se vivermos bem, cada dia da nossa vida a vigilância e fidelidade a Deus em tudo aquilo que realizamos, a morte, a chegada ao Reino de Deus não será surpresa para ninguém .

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.