04 Jul 2011

Tenha fé na onipotência de Cristo

Enquanto Jesus lhes falava sobre essas coisas, veio um chefe e prostrou-se diante d’Ele dizendo: “Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe-lhe a mão e ela viverá”. Levantando, Jesus o seguia, juntamente com os seus discípulos.

Nosso Senhor é a única esperança para Jairo, que teria visto os milagres d’Ele realizados em Cafarnaum e pôs no Senhor toda a sua confiança. Com esse homem de fé aprendamos a buscar ajuda em Nosso Senhor, a prostrarmo-nos com humildade, fé e confiança diante do nosso Deus.

Enquanto ia, certa mulher, que sofria de um fluxo de sangue havia doze anos, aproximou-se do Senhor por trás e tocou-Lhe a orla da veste. Essa mulher, que já havia gastado todos os seus bens com médicos, agora espera impaciente, cheia de fé e de esperança em Cristo Jesus. Ela ouviu que muitos ficaram curados só em tocá-Lo, por isso, também se decide: “Se ao mesmo tocar no seu manto ficarei curada”.

Da multidão que O oprime, uma só pessoa Lhe tocou de verdade: esta mulher enferma; e não apenas com um gesto, mas com fé no coração. Ela toca no manto. Que significa “tocou” senão que creu, que professou a fé em Cristo, o Médico dos médicos?

Jesus, voltando-se e vendo-a, disse-lhe: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. Naquele instante, ela sentiu-se completamente curada. Não a curou o “manto”, curou-a Jesus Cristo, que tinha observado todos os seus movimentos, e também a fé do seu coração. Essa mulher, cheia de confusão à vista de sua enfermidade, merece da parte de Jesus o tratamento de filha. Ainda mais feliz por ter perseverado nos sentimentos de gratidão ao Médico da sua alma e seu corpo, ela é – para nós – um modelo tanto mais digno de imitação, quanto mais viva é a sua fé e mais profunda a sua humildade.

A mulher não ficou “acomodada em um canto” nem demonstrou desânimo, mas perseverou com fé, e então foi curada: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. O mesmo Jesus diz isso a você neste momento de dor e de luto, de tristeza e abandono.

Quando Jesus e Seus discípulos chegaram à casa de Jairo, encontraram a casa cheia de gente e muito alvoroço dos que choravam a morte da menina e diz: “Retirai-vos todos daqui, porque a menina não morreu, mas está dormindo”.

E começaram a caçoar de Jesus. Se não há fé, o homem encerra-se nos limites humanos, que são muito estreitos.

O Senhor tomou a menina pela mão e ela se levantou. Levantou-se com tanta facilidade, como se houvesse experimentado um bom sono. Jesus mostrou-se – uma vez mais – dono absoluto da vida e da morte.

Tanto Jairo como aquela mulher nos oferecem um exemplo de fé na onipotência de Cristo, pois só um milagre podia ressuscitar a filha desse homem [Jairo], assim como curar a doença daquela mulher, que já tinha disposto de todos os meios humanos possíveis. De modo semelhante, o cristão deve esperar a ajuda de Deus, que não lhe faltará para superar os obstáculos que se atravessam no caminho para a sua santificação.

Padre Bantu Mendonça


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Dezembro

43%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.