30 nov 2011

Somos chamados a nos comprometer com a missão de Jesus

Celebramos hoje a festa de Santo André, apóstolo. Seu nome significa forte, robusto. Depois de ter escutado de João Batista, ao apontar em direção a Jesus: “Eis o Cordeiro de Deus”, ele [André] sentiu-se atraído pelo Mestre e O seguiu até o fim, a ponto de ter a mesma sorte de Jesus: ser crucificado, mas numa cruz em forma de “X”.

No Evangelho de hoje o Senhor chama quatro homens simples que, por causa da sua fidelidade, converteram-se em autênticos companheiros de Sua missão até o fim, como foi o caso de André. Eles eram pescadores.

Cristo, depois de ter passado a noite toda em oração, caminha à beira do mar da Galileia. Então Ele vê, escolhe e chama Simão e seu irmão André, que estavam a lançar redes ao mar. Eles, ouvindo a voz d’Aquele que mais tarde será o seu Mestre, imediatamente O seguem. O mesmo cenário se repete com Tiago e João que, por sua vez, estavam consertando as redes com o pai, Zebedeu. A partir da profissão desses homens humildes e unicamente pescadores, o Senhor inicia a grande missão de pescar todos os homens para o Reino dos Céus.

Cristo quer comprometer-nos com a Sua missão. O fato de o convite acontecer à beira do mar tem um significado muito importante: o mar para aquela gente era fonte de sustentabilidade. Mateus, ao mencionar o chamado nesse local [à beira-mar], destaca o aspecto da vida ativa e envolvida no processo de sobrevivência daqueles irmãos num mundo agitado.

O processo vital de um chamado e a resposta positiva, na realidade, comporta um tempo de relacionamento humano. Comporta também conhecimento, amadurecimento na oração, até a adesão final. Mas isso pressupõe uma natureza na qual se apóia o chamado. Veja como acontece com André, Simão, João e Tiago: os dois primeiros lançam as redes ao mar e os outros dois as consertam. Portanto, todos eram comprometidos, trabalhadores e empenhados em suas tarefas. Jesus, então, aproveita o jeito de ser daqueles homens e o estilo de vida que levam para lhes confiar a grande missão de pescar homens para o Reino dos Céus.

Você foi escolhido por Jesus para colaborar com Ele na pesca de homens para o Céu. Por isso, não esconda os talentos que você traz dentro de si. Assim como Pedro e seus colegas de profissão, é preciso que você se deixe encontrar e envolver pela missão e seguir em frente. Cristo quer que você seja “pescador de homens”.

Que a celebração desta festa nos faça verdadeiros seguidores do Mestre tal como foi Santo André, a fim de que, na medida do possível, correspondamos ao chamado que Jesus nos faz todos os dias: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”.

Padre Bantu Mendonça


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários