14 abr 2012

Sejamos corajosos ao anunciar a Boa Nova da Ressurreição de Jesus

A Boa Nova do amor de Deus e o dom da vida eterna, revelados por Jesus são para ser anunciadas ao mundo inteiro.

No Evangelho de hoje, Jesus aparece aos onze discípulos e os envia em missão, a fim de que anunciem o Seu Reino de amor e paz, fazendo de todos os homens e mulheres Seus discípulos.

Quero, de modo muito especial, destacar o dia em que acontece a missão: domingo bem cedo. É o primeiro dia da semana, portanto, dia do trabalho. Mas que tipo de trabalho? É o dia que, para nós, Deus fez tudo de novo. Nova terra e novos céus se iniciaram com a vitória do Mestre sobre a morte. Dia do poder salvador do Pai.

“Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda criatura”. Esta é a missão a qual todo cristão é chamado depois de experimentar, na sua vida, a força da Ressurreição de Jesus. Quem não tem consciência disso ainda está nas trevas da incredulidade e presta culto, antes, a um “ilustre defunto” do que a Cristo, Senhor da vida.

Que o tempo pascal fortaleça a nossa fé não só na Ressurreição de Cristo, mas também na presença d’Ele na Igreja, no meio de nós. Peçamos a coragem de anunciar o Seu Evangelho, o que consiste, fundamentalmente, em anunciar o Seu mistério pascal.

O Mestre fez com que Maria Madalena, a quem Jesus ressuscitado apareceu por primeiro, se tornasse a primeira anunciadora da Sua Ressurreição. Aos discípulos de Emaús, o Salvador aparece e os liberta da dor. Aos onze discípulos Ele também aparece e lhes censura a dureza de coração e a falta de fé no que Moisés e os profetas anunciaram e, depois, os envia em missão para pregar ao mundo inteiro. Consequentemente, quem acreditasse nas Suas Palavras e fosse batizado seria salvo.

Hoje, esta missão é minha e sua. Precisamos assumi-la “com unhas e dentes” para que a notícia da Ressurreição chegue até os confins da terra.

Padre Bantu Mendonça

Comentários