07 jul 2017

Sejamos canal da misericórdia de Deus

Precisamos ser tomados e curados pela misericórdia divina, precisamos ser canais da misericórdia de Deus para os outros

“Aprendei, pois, o que significa: Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores” (Mateus 9,13).

A ação de Jesus começa chamando Mateus onde ele se encontrava, na coletoria de impostos. Aquela coletoria representava o lugar de pecado de Mateus, porque era seu trabalho, mas também o local onde se corrompia. Uma vez corrompido, ele pecava, cobrava mais do que era devido. Ele era muito injusto e maldoso naquilo que fazia.

Jesus não olhou para o seu pecado nem para a sua corrupção, Ele olhou para o coração e chamou aquele homem para ser Seu discípulo. Com o chamado de Jesus, Mateus deixou a coletoria de impostos e foi atrás d’Ele. Ouvir o chamado de Jesus é deixar aquilo que nos mantêm corrompidos e presos ao pecado, nos faz ir atrás d’Ele.

O mais bonito é Jesus na casa de Mateus. Ao lado d’Ele, sentaram-se também cobradores de impostos e outros pecadores, e Jesus fez refeição com eles. Talvez, você ache que ser pecador é uma coisa muita genérica: “Todo mundo é pecador”. Com os mais pecadores, com aqueles que não damos nada por eles, achamos que estão perdidos e não têm mais jeito. Jesus faz questão de sentar-se com eles para mostrar que o Seu coração, em primeiro lugar, veio para quem está doente, enfermo e em pecado, para quem parece perdido, para quem parece não ter mais jeito.

Se nós temos jeito, toda criatura humana, por mais perdida que pareça, em Deus ela pode se encontrar. Não condenemos ninguém, não atiremos ninguém ao inferno, não percamos a esperança por nenhuma alma sequer.

Precisamos ser tomados e curados pela misericórdia divina e sermos canais da misericórdia de Deus para os outros. Não é o sacrifício que agrada a Deus, apenas os nossos sacrifícios. “Eu faço muitas penitências, eu levo a vida dessa forma”. Mas penitência e sacrifício que não me leva a ter um coração misericordioso para acolher toda e qualquer miséria humana é vã, inútil e não chega ao coração de Deus.

Quão misericordioso é o coração do nosso Deus, que tem compaixão de nossas misérias e nos acolhe do jeito que somos.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

55%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários