04 maio 2013

Se perseguiram nosso Mestre, a nós também irão perseguir

Disse Jesus: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro, odiou a mim, porque o servo não é maior que o seu Senhor”. Muitas vezes, ficamos tristes, deprimidos, para baixo, porque as pessoas não gostam de nós, nos menosprezam por aquilo que vivemos e acreditamos. Até mesmo em nossas casas, nossa própria família, nos chamam de beatos, bitolados… Mas aprenda uma coisa: o mundo odiou Jesus, odiou nosso Mestre.

Quando olhamos para o crucifixo e contemplamos Jesus crucificado, temos convicção disso. Ele morreu primeiro, porque o mundo o odiou, porque não aceitaram Sua palavra, não aceitaram a vida que Ele nos deu. Se nós nos tornamos discípulos d’Ele, nós não somos maiores do que Ele; pelo contrário, tornamo-nos servos. E se assim O perseguiram, se assim não O amaram nem O aceitaram, é normal também que o mundo não nos aceite. É por isso que ser Igreja é viver o martírio, é ser, muitas vezes, rejeitado, discriminado.

Primeiro, precisamos ser coerentes e não é só falar, mas viver tudo aquilo que acreditamos, ou seja, que o Evangelho é vida. Precisamos encarnar este modo de vida, e, uma vez feito isso, temos de deixar nosso “couro da pele” preparado, porque o mundo não vai nos aceitar. Mas entendam que, se perseguiram nosso Mestre, a nós também irão perseguir. Nós estamos no caminho! Que Deus nos dê forças para suportarmos as adversidades que o mundo nos faz passar.

Padre Roger Araújo – Comunidade Canção Nova

Comentários