18 Nov 2017

Rezemos a Deus com perseverança

A oração precisa de perseverança, precisa ser também uma oração de confiança

“E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar?” (Lucas 18,7).

A parábola maravilhosa que Jesus nos conta, hoje, dessa viúva insistente, persistente, que chega a ser chata e aborrecer o juiz com as suas súplicas constantes, para que ele faça justiça, é para nos ensinar como deve ser a nossa oração, como devemos rezar com perseverança e insistência sem jamais nos deixarmos tomar pelo desânimo, pela falta de alento e de vida em nossas orações.

O exemplo que Jesus nos dá é o modo que devemos fazer e operar em nossa vida. Primeiro, precisamos decidir, a oração precisa fazer parte da nossa vida; e ela tem um elemento fundamental que se chama perseverança.

A primeira graça que, com certeza, precisamos buscar, na nossa vida de oração, é a perseverança, pois rezar não é o mais difícil. O mais difícil é perseverar na súplica, na busca, na insistência. Algumas pessoas, no entanto, rezam uma vez, duas, três vezes, mas não conseguem a graça; então, desanimam e perdem todas elas. Caímos em desgraça quando desistimos da vida de oração, quando desistimos de nos colocar na presença de Deus, de suplicar, insistir com Ele naquilo que precisamos.

Permita-me falar ao seu coração: não desanime com as circunstâncias difíceis que você possa estar enfrentando na vida, não desanime diante das situações contrárias ou com as contradições que precisamos enfrentar a cada momento.

Não desanimemos com as doenças, enfermidades nem com todas as tribulações adversas que vêm ao nosso caminho. A nossa atitude e resposta não são a amargura, a murmuração nem o desalento. A nossa resposta é a oração.

A oração precisa de perseverança, mas  precisa ser também uma oração de confiança. A oração é o modo de nos colocarmos nos braços do Senhor e dizer: “É no Senhor que eu confio, é n’Ele que coloco minha esperança e toda minha confiança. Jamais desanimaremos, porque sabemos onde colocamos a nossa esperança. Eu sei em quem confio. Eu sei quem é o Deus que sirvo”.

Deus não está nos ouvindo? Ele está ouvindo. Talvez o nosso coração não esteja ouvindo o Senhor, talvez a nossa sensibilidade interior não esteja captando Sua graça em nós, mas Ele é um Pai que cuida de nós noite e dia, e a nossa luta é para sermos filhos que, noite e dia, estão também na presença d’Ele.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Dezembro

47%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.