20 fev 2016

Querer bem a quem não me quer bem

O Senhor nos ensina a amar com intensidade os inimigos, querer bem a quem não nos quer bem

“Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!” (Mt 5, 44).

O amor a Cristo é muito exigente, pois exige uma disposição interior profunda de mudarmos a nossa própria mentalidade cômoda e egoísta, que nos leva a amar quem nos ama, a querer bem e fazer o bem só quem nos quer bem e nos faz o bem.

Desculpe-me, mas essa mentalidade não é cristã. Os pagãos fazem isso, os animais fazem isso, eles querem quem os quer bem e assim vai. A mentalidade cristã revoluciona os pensamentos humanos, reconstrói o ser humano destruído pela inimizade e iniquidade. Ela não permite a inimizade.

Se é verdade que há pessoas que nos têm como inimigas, que não nos querem bem, temos algo melhor a oferecer a elas: o nosso amor. Aqui, a palavra amor quer dizer “querer bem” e não “amizade”: “Agora, eu sou amigo dos meus inimigos!”. Não! A palavra amor é: “Ele me quer mal, eu o quero bem. Ele me odeia, eu o amo”.

Muitas são as pessoas que não nos querem bem e desejam o mal para nós. Esse mal que elas nos desejam nem nos faz cócegas, porque a resposta que temos para lhes dar é o nosso amor. Existem aqueles que vão nos perseguir, talvez falar mal de nós, detratar o nosso nome, espalhar cizânia onde nós espalhamos o trigo.

Oremos por elas, coloquemos essas pessoas no coração misericordioso de Deus. Ele quer tão bem ao nosso coração! O Senhor não o quer sujo, entravado, com a sujeira da inimizade e maledicência, nem da fofoca, calúnia e intriga, porque tudo isso vem das inimizades, das disputas humanas.

Afastemo-nos disso! Se as pessoas querem nos considerar mal, falar mal e desejar o mal a nós, que seja a prática delas. “Ah, mas são pessoas até de Igreja!” Isso não quer dizer que quem é de Igreja faz o que Jesus mandou.

Quem escuta seu coração e coloca em prática as palavras do Senhor, faz o que Jesus mandou. Não são as pessoas de Igreja que são salvas, mas as de Deus, aqueles que colocam em prática aquilo que Ele manda e ensina.

O Senhor nos ensina a amarmos uns aos outros, amar com intensidade os inimigos, querer bem a quem não nos quer bem.

É fácil? Não! Mas é possível? Sim. Jesus morreu dizendo: “Pai, perdoe-os, pois eles não sabem o que fazem.” Se eu não dou conta, que Deus me ajude a ter força, garra e vontade de querer bem a quem não me quer bem.

Deus abençoe você!

Veja a reflexão do dia de hoje:

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do Padre Roger


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários