18 set 2017

Que nossa oração seja de súplica e confiança

Antes de falarmos mal, de reclamarmos e condenarmos as pessoas, na caridade e no amor, a nossa primeira obrigação é a oração

“Caríssimo, antes de tudo, recomendo que se façam preces e orações, súplicas e ações de graças, por todos os homens, pelos que governam e por todos que ocupam altos cargos, a fim de que possamos levar uma vida tranquila e serena” (1Tm 2,1-2).

A Palavra de Deus que estamos meditando, no dia de hoje, da Carta de São Paulo a seu filho Timóteo, é muito atual para o momento pelo qual estamos passando. Todos nós sabemos do momento político do nosso país e do mundo inteiro; não é um momento fácil, mas muito delicado, no qual muitos de nós desacreditamos das autoridades, daqueles que exercem cargos públicos, por todas as situações, que é do conhecimento de todos.

O que é importante? A primeira coisa que a Palavra está nos recomendando é a prática da oração. A oração é súplica, é intercessão. Precisamos orar por todos os homens, precisamos orar pela humanidade, por aqueles que creem em Deus e por aqueles que não creem, que são do nosso convívio e por aqueles que não são. Orando por aqueles que creem e por aqueles que não levam uma vida de comunhão com Deus, a oração chega ao coração deles da mesma forma.

Antes de falarmos mal, de reclamarmos e condenarmos as pessoas, na caridade e no amor, a nossa primeira obrigação é a oração e a intercessão, é colocarmos todas essas necessidades, situações que nós encaramos na luz e no poder da oração.

Precisamos orar pelos nossos governantes e por todos aqueles que são constituídos em dignidade e autoridade. Por mais que tenhamos repugnância a tantos políticos, àqueles que ocupam cargos públicos e assim por diante, eles são autoridade constituídas para governar e fazer o que precisa ser feito. O fato de muitos não corresponderem ou não serem responsáveis naquilo que estão fazendo, não pode nos colocar omissos diante da nossa obrigação da oração e da súplica.

Precisamos ter governantes justos e honestos, mas precisamos, em primeiro lugar, de cidadãos, de homens e mulheres de Deus comprometidos em levar uma vida justa, honesta e ética.

Existe uma ética espiritual que nos leva, justamente, a ter um compromisso da oração. Quantas vezes, nas suas preces, nas suas súplicas, você se lembrou de orar pelos nossos governantes, por aqueles que estão ocupando os nossos cargos?

A lógica do mundo é falar mal, criticar, transformar tudo em piada, generalizar todas as situações e se esquecer de que somos sal da terra e luz do mundo. A nossa missão é ser fermento na massa, é cobrar e fiscalizar, mas a nossa missão é também orar.

Que a nossa oração seja de súplica e confiança por um tempo e por um mundo melhor!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários