05 Nov 2017

Precisamos lutar por nosso lugar no Céu

Para entrarmos no Céu, precisamos ter o visto da santidade, ter esforço pessoal e empenho para conquistarmos nosso lugar

Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Mateus 5,3).

Hoje, celebramos a Jerusalém Celeste, celebramos a glória de todos os santos, a glorificação definitiva e plena daqueles que viveram, nesta vida, de acordo com a vontade de Deus.

A festa de todos os santos deve ser a festa de todos nós, porque todos nós somos convidados a buscar a santidade.

Uma vez, precisei trabalhar nos Estados Unidos. Fui chamado para ser missionário lá. Demorou muito para eu conseguir entrar, porque havia uma exigência: era preciso não só o passaporte, que todos nós tiramos, mas também um visto, uma autorização para poder entrar lá. Somente depois que consegui esse visto, com muito sacrifício, esforço e empenho, entrei nos Estados Unidos.

Para entrar em muitos lugares, deste mundo, nos são feitas exigências. Imagine um rapaz que, para ser atleta, tem de passar por toda uma preparação, toda uma exigência do corpo e da mente, para que esteja preparado para entrar em campo; e ele tem de ser bom, senão, não entra.

Esse rapaz faz bastante sacrifício, bastante esforço. Ele quer ser atleta, mas não é fácil! Além da concorrência, ele precisa dar o melhor de si. É esforço físico, muita preparação e, muitas vezes, na preparação, ele não fez o melhor e fica de fora.

Isso tudo é para dizer que, para entrarmos no Céu, é preciso ter o visto da santidade, é preciso esforço pessoal, empenho nosso para conquistarmos nosso lugar.

Os santos são os atletas de Deus, os vencedores da vida, verdadeiros vencedores na vida, e têm a palma da glória.

Às vezes, achamos que vencer na vida é conseguir um diploma, é ser formado nisso e naquilo, é um empenho importante para essa vida, mas cairá tudo no esquecimento se não nos empenharmos para conquistar o nosso lugar no Céu.

Quando celebramos, hoje, a festa de todos os santos, não estamos nos referindo somente aos santos que são canonizados e reconhecidos no meio de nós, mas a todos: o nosso avô, nossa avó, nossos irmãos e amigos, nossa companheira, aquele irmão na fé que morreu em Deus.

Hoje, celebramos a participação deles na glória de Deus. Essa festa nos convida a não nos esquecermos de que precisamos ser santos, porque aqueles que já estão na santidade de Deus estão nos esperando, intercedendo por nós, estão nos inflamando: “Não se esqueça do caminho da santidade, porque o seu lugar no Céu. Há um lugar guardado para nós, não podemos perdê-lo.

Esforcemo-nos, irmãos! Vamos dar o melhor, como o atleta que se esforça para dar o seu melhor na Seleção. Nosso lugar, no Céu, está reservado. Precisamos nos empenhar para vivermos a santidade.

Que Deus e todos os santos roguem e intercedam por nós, a fim de que caminhemos na santidade que Ele deseja.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Novembro

53%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.