05 Feb 2010

Para você, quem é Jesus?

Num primeiro momento, poderíamos pensar que a centralidade do Evangelho de hoje seja o martírio de São João Batista. Poderíamos meditar por meio deste prisma, sem dúvida. Deixemos esta meditação acerca do martírio desse grande santo, para o dia em que celebrarmos a data de seu martírio. Hoje queremos meditar acerca da dúvida que surgiu no coração daqueles homens, a começar por Herodes: quem é este homem, cujo nome é Jesus?

Cristo é confundido com Elias, com algum dos profetas e até mesmo com João Batista. O que nós diríamos sobre Jesus se nos viessem perguntar; o que responderíamos? Numa determinada ocasião, da mesma forma, o Senhor perguntou aos Seus discípulos a respeito do que diziam ser o Filho do Homem. Todos os discípulos, em Cesareia de Felipe, foram unânimes em afirmar: uns dizem que é Elias, outros dizem ser Jeremias, outros João Batista ou um dos profetas… E Jesus lhes pergunta: E vós, que dizem ser o Filho do Homem? Somente Pedro respondeu, tomando a palavra: tu és o Cristo, o Filho de Deus. Impressionante, quando era para dar a resposta sobre o que os outros diziam, todos puderam dar sua contribuição; agora, quando era para cada um falar a partir da sua própria experiência, somente um conseguiu dar a resposta.

Não basta darmos uma resposta qualquer, é preciso darmos uma resposta que seja fruto de uma experiência concreta com Deus. Não basta seguir Jesus; é preciso seguir ao Senhor como consequência de uma experiência feita com Ele, com o Seu amor, com a Sua misericórdia…

Como, a exemplo de Pedro, vamos conseguir fazer uma experiência de Deus, para que possamos responder a esta pergunta: quem é Jesus? Primeiramente, vamos entender que não há nada neste mundo que possamos fazer de melhor que venha Deus a nos amar mais do que Ele nos ama;  assim como não há nada de pior que possamos fazer que vá fazer com que o Altíssimo nos ame menos do que Ele nos ama. Simplesmente, Ele nos ama! Para dizer que vamos assumir aquilo que somos e temos, constantemente na presença do Senhor! Vamos assumir nossas fraquezas, não como projeto de vida, mas como realidade que precisa ser transformada pelo Senhor para que possamos ser livres para livremente responder.

Eu somente poderei responder a essa pergunta diante de uma experiência concreta, pessoal, que eu fizer com Deus; não bastará um simples conceito intelectual – isso é muito importante -, mas algo vivido, experimentado que se dará no encontro pessoal entre estas duas pessoas: Deus e eu. Nossas dificuldades, pecados, imperfeições, não possuem poder para impedir esse encontro, pelo contrário, o Todo-poderoso quer se encontrar conosco a partir do nosso pior. Sim, pois o amor consiste em amar o outro a partir do seu pior! Deus é amor!

Nossa intimidade com Deus é o fruto da oração. Oração é o encontro íntimo entre duas pessoas que se amam. A essência da oração não é a fidelidade, a piedade – vão nos dizer os Santos Padres do deserto – mas a verdade! Ou seja, qual é a verdade que está aí dentro de cada um de nós? Seja ela a mais maravilhosa como a mais dolorosa… Somente quando tivermos a coragem de apresentar tudo isso diante do Senhor é que poderemos fazer a mais profunda experiência com Ele e, daí sim, poderemos dar uma resposta concreta, nas nossas condições, sobre quem é Jesus.

Ana, a mãe de Samuel, cuja verdade mais dolorosa resolve apresentar diante de Deus: a sua esterilidade, quando o faz derramando sua alma na presença do Altíssimo, ali faz uma das maiores experiências do amor de Deus de forma pessoal. A cura da sua esterilidade é a resposta ao mundo de quem era Deus para ela.

A resposta acerca de quem é Jesus nunca será dada de forma verbal, mas de forma testemunhal a partir da vida concreta transformada e tocada pelo amor d’Ele. Como se encontra o nosso testemunho a respeito de quem seja Jesus? Vamos reformular de forma melhor a pergunta: como está a nossa intimidade com o Senhor? Sim, pois somente íntimos de Deus é que poderemos responder à pergunta que tanto inquieta o mundo: quem é Jesus?

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Novembro

40%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários