28 mar 2015

Oremos pelo bom senso de justiça e verdade

Oremos por nossos governantes, autoridades e por aqueles que têm a responsabilidade de julgar, legislar e executar as leis do nosso país para que não percam o senso da verdade e da justiça.

“Não percebeis que é melhor um só morrer pelo povo do que perecer a nação inteira?” (João 11, 50).

Amados irmãos e irmãs, a meditação da Palavra de Deus, no dia de hoje, nos chama a atenção para essa sentença de Caifás, o sumo sacerdote daquele ano. Ele não está preocupado com a verdade, com a justiça e com o bem; ele está preocupado consigo e em, de fato, deixar que as coisas fiquem encobertas. Por isso a sua sentença de morte é uma só: “Não percebeis que é melhor um só morrer pelo povo do que perecer a nação inteira?” (João 11,50).

Mas quem é esse que vai morrer por todos? Quem é esse que vai perecer pelas mãos dos homens e será injustamente julgado, condenado e levado à morte? Que mal fez Ele? Por que Ele é digno de tanta infâmia e tanto desprezo? Por que cabe a Ele a sentença mais dura e a pena mais rigorosa existente naquele tempo? A Ele coube a pena de morte, contudo, pecado nenhum Ele cometeu, erro nenhum Ele levou sobre Suas costas.

O que pode parecer um bem para nós, para quem não comunga do mesmo bem ou para quem não comunga os ideais de Deus, pode parecer um mal. Sobretudo se o que você fala, o que você faz e se a sua vida incomodam a quem vive de regalias e à custa do povo. Por isso Jesus é levado à morte, porque a Sua vida incomodou!

A vida de Jesus incomoda a todos; incomoda os pecadores para que saiam do pecado; incomoda os que buscam a santidade para que intensifiquem sua luta pela santidade. A vida de Jesus incomoda os pequenos para que se sintam consolados e confortados pela presença amorosa de Deus. Da mesma forma, a vida de Jesus incomoda os grandes para que tenham senso de justiça e senso de verdade. Apenas que nem todos se abrem para essa graça, somente quando mexem no “nosso queijo”, isto é, quando mexem naquilo que para nós não pode ser mexido, com certeza assim nós esperneamos!

Por essa razão, os poderosos daquele tempo espernearam com força e levaram Nosso Senhor Jesus Cristo à morte.

Olhando para Jesus Cristo sentenciado e condenado, nós hoje queremos pedir ao Pai que aplaque todas as injustiças existentes na face da Terra. Queremos orar, sobretudo, por nossos governantes, autoridades e por aqueles que têm a responsabilidade de julgar, legislar e executar as leis do nosso país para que não percam o senso da verdade, da justiça e, sobretudo, não governem em favor dos próprios interesses.

Foram esses tipos de interesses mesquinhos que levaram Jesus à morte. Assim como é o interesse mesquinho de alguns homens que tem levado milhões de filhos de Deus à morte, e tem levado à morte os valores, a moral e o bom-senso.

Que Jesus, bom e misericordioso, tenha compaixão de nós!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários