23 Jun 2018

O dinheiro é o grande promotor das injustiças no mundo

Uma grande injustiça é deixar de servir a Deus para servir ao deus deste mundo, que é o dinheiro

“Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Mateus 6,24).

As palavras de Jesus podem parecer duras, mas são verdadeiras. Precisamos delas para que a nossa vida ande na medida correta, é a justa medida para o nosso coração.

Não podemos servir a dois senhores. Deus é Deus, e o deus deste mundo é o dinheiro. Não precisamos ter dúvida nenhuma a respeito disso. É o mercado financeiro com tudo aquilo que ele tem de desdobramentos que manda na vida, nos negócios e nas relações. O deus dinheiro, muitas vezes, manda até dentro da igreja, manda nas pessoas da igreja, nas relações que elas estabelecem umas com as outras.

Não podemos ser dominados pelo Deus deste mundo, pelo contrário, temos de nos servir do dinheiro, para que ele promova paz, justiça e o bem comum. O dinheiro, muitas vezes, é a mercadoria e o mecanismo para o enriquecimento de alguns e o empobrecimento da grande maioria. O dinheiro é o grande promotor das injustiças no mundo.

Estão perguntando por que Deus permite tantas injustiças, mas Ele não permite nenhuma injustiça, Ele chora com as coisas injustas deste mundo; e a grande injustiça é deixar de servi-Lo para servir ao deus deste mundo, que é o dinheiro.

Se os corações servissem a Deus, o dinheiro não seria utilizado para alguns enriquecerem, para juntarem só para si, mas repartiriam o que Deus deu para todos com todos. A prática perversa de uns terem mais e outros não terem nada nunca é abençoada por Deus.

O dinheiro conseguido com suor no bolso, com o trabalho, é mais do que justo, mais do que honesto e necessário, mas escravizar-se pelo dinheiro e deixar que ele mande em nossas relações é a grande perversidade do mundo em que nós vivemos.

“Não vos preocupeis com a vossa vida” (Mateus 6,25). O dinheiro nos leva a ter uma vida excessivamente preocupada com os acúmulos: O que vou ter? O que vou comer. Nunca estamos satisfeitos com a roupa que temos, com a comida que comemos, com aquilo que podemos. Estamos sempre preocupados em ter mais.

Quanto mais nos preocupamos com as coisas do mundo, menos o nosso coração se ocupa de Deus, e Ele pode se ocupar de nós para nos ajudar a ter uma vida justa, correta e sóbria.

Não sirvamos ao deus desse mundo, sirvamos unicamente àquele que é o nosso Deus e Senhor.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.